Galileu Galilei e as novas ciências

Nem sempre se pensou que a Terra girava entorno do Sol, vamos nos aventurar com Galileu e descobrir como é que foi essa jornada que culminou na Revolução Cientifica do século XVII, assunto tão cobrado pelo Enem.

Lá pelas bandas de 1600, um sujeito de nome engraçado decidiu investigar a vastidão do universo. Por meio da leitura de pensadores clássicos, Galileu Galilei ficou cético em relação às afirmações postuladas pelos filósofos da Antiguidade.

galileu galilei pintura
Figura 1. Na imagem há uma fotografia de um retrato de Galileu Galilei pintado por Justus Sustermans. A pintura se encontra exposta na Galeria Uffizi, em Florença, na Itália. Galileu Galilei nasceu em 1564, naquela cidadezinha que ficou famosa por sua torre inclinada chamada Pisa.

A ciência ganha força

Para Galileu, as teorias de outrora, embora ainda aceitas, pareciam-lhe um tanto quanto equivocadas. Afinal, na época de Galileu, os paradigmas estavam mudando. No século XVII, muito se teorizava sobre o mundo à luz de uma nova perspectiva que há algum tempo vinha ganhando força. Vários eram os intelectuais que queriam pensar sem os grilhões da religião, o que levou a um crescente movimento de revolução em relação à autonomia do pensamento.

Ao invés daquele olhar religioso e teológico, pensadores como Galileu adotavam uma visão muito mais cientifica e humanista para enxergar o mundo e assim desvendar seus mistérios. Todavia, em um período em que o Ocidente era dominado pela visão hegemônica da igreja, essa nova visão não agradou muito quem estava no poder.

Dica: Você pode entender melhor o que se passou nesse período em uma aula chamada A Filosofia do Renascimento. Assim, você entenderá melhor as principais mudanças ocorridas com a diminuição da pressão religiosa e o desabrochar de uma nova era.

Contribuições de Galileu Galilei para revolução

Galileu Galilei investigou os céus acima da Itália e comparou seus estudos com aqueles publicados pelos mestres da antiguidade. Suas conclusões se aproximaram mais das ideias heliocêntricas de Erastóstenes do que daquelas propostas por Ptolomeu e endossadas pela igreja, cuja ideia fundamental era o Geocentrismo.

tirinha geocentrismo heliocentrismo galileu galilei
Figura 2. Tirinha do Armandinho, personagem de Alexandre Beck.

Conforme suas investigações progrediam, Galileu sentiu-se limitado pelas ferramentas de seu tempo. Isso fez com que ele se dedicasse a criar outras ferramentas para assim prosseguir com seus estudos.

Um excelente exemplo da sua determinação e genialidade ocorreu em 1609, quando ele inventou seu próprio telescópio. Esse objeto Galileu batizou de Perspicillum, gerando um grande avanço nas investigações acerca do cosmos.

Com ele em mãos, foi possível desvelar uma série de fenômenos antes escondidos de nós. Um exemplo foram as fases que Vênus – assim como a Lua – apresenta. Além disso, podemos citar a descoberta das chamadas Luas de Galileu, que são quatro das sessenta e nove luas de Júpiter.

Sendo assim, tudo isso foi bastante importante para ajudar a firmar o ponto central das investigações de Galileu. Esse ponto central era provar a rotação da Terra entorno do Sol. Isso porque as fases de Vênus indicavam que o Planeta (Vênus) girava em torno do Sol e não da Terra. E, ainda, as Luas de Júpiter orbitavam Júpiter e não a Terra.

charge galileu galilei
Figura 3. Além do telescópio, Galileu também criou a balança hidrostática, o relógio de pêndulo, o binóculo, o compasso geométrico entre outras bugigangas cientificas.

Revolução e Inquisição

Em 1616, a igreja proibiu que quaisquer filósofos defendessem o Heliocentrismo. Todavia, isso não foi um problema para um cara que inventou seu próprio telescópio. O malandrão do Galileu escreveu um diálogo, bem naquele estilo de Dialogo Socrático, que nos dá impressão de que um dos interlocutores é meio tolo e o outro é bem sagaz.

Essa conversa aparece na obra Diálogo Sobre os Dois Máximos Sistemas de Mundo, em que a personagem que defende o Heliocentrismo é superesperta. Por outro lado, a personagem que defende o Geocentrismo é bastante singela. Inclusive, dizem as fofocas filosóficas que o defensor do Geocentrismo foi feito caricaturando o próprio Papa Urbano VIII.

Embora Galileu estivesse munido de inúmeras evidências a favor do Heliocentrismo, a igreja pouco ligou para seus estudos empíricos ou seus fundamentos metodológicos. Com isso, foi logo condenando o infeliz.

Como consequência, todas obras de Galileu foram proibidas, entrando para o famigerado Index librorum prohibitorum. Isso ocorreu com o trabalho de outros celebres autores. Exemplos: Giordano Bruno, Immanuel Kant, Baruch de Espinosa, David Hume, Thomas Hobbes, Jean Jacques Rousseau, René Descartes, Voltaire etc.

Figura 4. “Meme” com pinturas que representam Galileu.

O discurso das novas ciências de Galileu Galilei

Dado a popularidade de Galileu, a igreja o ameaçou afim de coagi-lo a se retratar por suas publicações hereges. Ora, o filosofo foi levado a público para dizer que as teorias Heliocentricas não passavam de mera especulação.

Figura 5. Outro “meme” sobre Galileu Galilei.

Por fim, Galileu foi condenado a viver em prisão domiciliar. Todavia, isso não o impediu de dar continuidade aos seus estudos. O cara era persistente e escreveu no cárcere seu último livro intitulado Discorsi e dimostrazioni matematiche, intorno à due nuove scienze, Essa obra leva ao florescimento da ciência moderna, marcando a revolução cientifica do século XVIII.

Esse livro foi publicado na Holanda, pois dessa forma a igreja não teria como censurá-lo. Nele, estão reunidos todos os esforços de Galileu em prol do conhecimento. A obra inclui as chamadas ‘novas’ ciências, que dizem respeito ao movimento e à mecânica e à ciência de materiais.

Dessa forma, os estudos de Galileu foram a base para o desenvolvimento das teorias acerca da Mecânica de outro filósofo, o Isaac Newton. Este foi outro sujeito que revolucionou a maneira como conhecemos o mundo.

Por conta de toda essa fundamentação de teorias que ainda viriam, além da sua eximia metodologia de trabalho, Galileu transformou a maneira dos filósofos fazerem ciência. Isso porque foi um dos pioneiros do Renascimento, juntamente com outros filósofos como Giordano Bruno e Francis Bacon.

O vídeo abaixo mostra em que pé está a investigação acerca do universo atualmente. Assim, você vai ter uma noção da importância de Galileu Galilei (e tantos outros) para a revolução cientifica. O vídeo está em inglês, mas você pode ativar as legendas para ver a tradução.

Com base na observação e nas experiências, a metodologia cientifica ganhou muita força depois da Filosofia do Renascimento, graças a Galileu e cia. O que proporcionou um pano de fundo para o desenvolvimento da Filosofia e da Ciências modernas.

Por fim, Galileu foi perdoado pela igreja muitos anos após sua morte. Somente em 1997 é que as teorias de Galileu Galilei foram reconhecidas pelo então Papa João Paulo II. Mesmo excomungado e encarcerado, Galileu virou um ícone e uma inspiração para aqueles que lutam por uma voz livre para professar suas teorias e descobertas.

Bom, agora é contigo! Bora resolver os exercícios sobre Galileu Galilei e ficar craque para o Enem.

01. (ENEM).

“(…) Depois de longas investigações, convenci-me por fim de que o Sol é uma estrela fixa rodeada de planetas que giram em volta dela e de que ela é o centro e a chama. Que, além dos planetas principais, há outros de segunda ordem que circulam primeiro como satélites em redor dos planetas principais e com estes em redor do Sol. (…). Não duvido de que os matemáticos sejam da minha opinião, se quiserem dar-se ao trabalho de tomar conhecimento, não superficialmente, mas duma maneira aprofundada, das demonstrações que darei nesta obra. Se alguns homens ligeiros e ignorantes quiserem cometer contra mim o abuso de invocar alguns passos da Escritura (sagrada), a que torçam o sentido, desprezarei os seus ataques: as verdades matemáticas não devem ser julgadas senão por matemáticos. ” (COPÉRNICO, Nicolau. De revolutionibus orbium coelestium.)

“Aqueles que se entregam à prática sem ciência são como o navegador que embarca em um navio sem leme nem bússola. Sempre a prática deve fundamentar-se em boa teoria. Antes de fazer de um caso uma regra geral, experimente-o duas ou três vezes e verifique se as experiências produzem os mesmos efeitos. Nenhuma investigação humana pode se considerar verdadeira ciência se não passa por demonstrações matemáticas. ” (DA VINCI, Leonardo. Cartas.)

O aspecto a ser ressaltado em ambos os textos para exemplificar o racionalismo moderno é:

a) a fé como guia das descobertas.

b) o senso crítico para se chegar a Deus.

c) a limitação da Ciência pelos princípios bíblicos.

d) a importância da experiência e da observação.

e) o princípio da autoridade e da tradição.

02. No contexto da Revolução Científica, levada a cabo no século XVII, as pesquisas de Galileu Galilei foram decisivas. A respeito da vida e obra de Galilei, assinale a única alternativa que não está correta:

a) Galileu desenvolveu o telescópio a partir do aperfeiçoamento de lunetas e lentes.

b) Galileu elaborou teorias consistentes sobre o movimento dos corpos, sendo a Lei da Inércia uma expressão dessas teorias.

c) Galileu foi submetido ao tribunal da Inquisição para esclarecer suas opiniões a respeito do movimento do planeta Terra em torno do Sol.

d) Galileu colaborou diretamente com Isaac Newton na elaboração do livro “Philosophiae naturalis principia mathematica (1678).

e) Galileu conseguiu observar, por meio do telescópio, as imperfeições da Lua, como as crateras que nela existem.

03. Leia o trecho a seguir:

É em função da astronomia que se elabora (…) a nova física; mais precisamente: em função dos problemas postos pela astronomia coperniciana, e, especialmente, da necessidade de responder aos argumentos físicos apresentados por Aristóteles e por Ptolomeu contra a possibilidade do movimento da Terra. (KOYRÉ, Alexandre. Estudos Galilaicos. Lisboa: Publicações Dom Quixote, 1992. p. 205.)

O historiador do pensamento científico, Alexandre Koyré, destaca que a “nova física”, que foi erigida sobretudo por Galileu e, depois, Newton, desenvolveu-se a partir das discussões em torno dos fenômenos astronômicos, sobretudo a respeito do movimento da Terra. Copérnico, Galileu e outros questionavam a física aristotélica e ptolomaica porque essa afirmava, entre outras coisas:

a) que as teses sobre a imobilidade da Terra não tinham valor porque foram concebidas por pessoas ignorantes.

b) que o telescópio usado por Aristóteles não era preciso o suficiente para a observação astronômica.

c) que as investigações de Aristóteles não puderam ser compreendidas, haja vista que seus livros foram alterados pelos árabes.

d) que Aristóteles não poderia compreender bem os fenômenos naturais, pois viveu na época errada.

e) que o cosmos estava organizado em esferas celestes e que a Terra era imóvel.

Gabarito: 1. D; 2. D; 3. E.

Sobre o(a) autor(a):

Os textos e exemplos acima foram preparados pelo professor Ernani Silva para o Blog do Enem. Ernani é formado em Filosofia pela Universidade Estadual Paulista. Ministra aulas de Filosofia em escolas da Grande Florianópolis. Facebook: https://www.facebook.com/ErnaniJrSilva