Lentes Convergentes e Divergentes: resumo e simulado de Física

Veja os fundamentos sobre o comportamento da luz para você entender como funcionam as lentes convergentes e as lentes divergentes. Resumo de Física com simulado.

O estudo das lentes é um clássico no campo a física. A descoberta dos efeitos ópticos  revolucionou o dia a dia de milhões de pessoas que, pelo uso de lentes, puderam “enxergar” o que não se via.

Desde o uso pessoal de lupas de leitura, que foram precursoras do pince-nez, e este precursos dos óculos, e até o uso revolucionário das lentes ela ciência, foram mais de mil anos de descobertas e conquistas em conhecimento e tecnologias aplicadas.

Foi com um tubo com duas lentes, uma em cada ponta, que Galileu Galilei apontou a Luneta para o céu na torre de Veneza em 1610, mirou o planeta Júpiter, e comprovou que as quatro “luas de Júpiter” orbitavam circularmente ao redor daquele planeta, tal qual a Lua ao redor da Terra, e como a Terra em torno do Sol.

Por esta decoberta de que a terra não era o centro do universo Galileu foi perseguido pela Inquisição da Igreja Católica e condenado ao silêncio.

As lentes mais uma vez revolucionaram a ciência quando o microscópio foi inventado e permitiu ver o mundo dos microorganismos, até então invisivel.

Veja um resumo básico sobre Óptica para você entender como a luz através de uma lente sobre modificações.

A óptica é um ramo da física destinado ao estudo dos fenômenos luminosos e se baseia em três princípios básicos: propagação retilínea da luz, reversibilidade dos raios luminosos e independência dos raios de luz. Quer dominar esse assunto? Veja com o professor Rossetto.

Excelente esta aula do canal do Curso Enem Gratuito.  Veja agora a transcrição do conteúdo para ajudar você a enxergar mais longe no campo das ciências.

00:00 a 00:17 – Apresentação do professor e vinheta de abertura.

00:18 a 00:53 – Existem três princípios da óptica geométrica. O primeiro é o princípio da propagação retilínea, que afirma que a luz se propaga sempre em linha reta. Graças a esse princípio, é possível justificar a formação dos eclipses, do dia e da noite, das sombras etc.

00:54 a 2:04 – O eclipse lunar ocorre quando a lua está na sombra da Terra, ou seja, a Terra está entre o sol e a lua. Isso ocorre porque a luz do sol se propaga em linha reta e, sendo a Terra um meio opacto, não consegue cruzá-la.

2:05 a 3:19 – O eclipse solar ocorre quando a lua está entre o sol e a Terra e é justificada pelo mesmo princípio que justifica o eclipse lunar. 3:20 a 6:22 – Exercício sobre câmara escura de orifício.

6:23 a 7:16 – Outro princípio é o da independência dos raios luminosos, segundo o qual dois raios luminosos, ao se cruzarem, não interferem um no outro após o cruzamento.

7:17 a 8:54 – O princípio da reversibilidade diz que a trajetória seguida pela luz independe do sentido de sua propagação.

8:55 a 9:04 – Finalização da aula.

Simulado de Lentes Convergentes e Divergentes

.