Entenda como funciona o Sisu

Muita gente ainda não entende como funciona o Sisu – Sistema de Seleção Unificada. Neste post, explicamos direitinho o que é e como funciona o sistema que seleciona os estudantes para as universidades públicas pela nota do Enem!

Até alguns anos atrás, o modo de entrar em uma universidade pública era o seguinte: cada instituição de ensino realizava o seu vestibular e, se um aluno quisesse se candidatar para universidades diferentes, tinha que prestar vários vestibulares. Embora ainda tenhamos vestibulares no Brasil, cada vez mais universidades públicas aderem ao Sisu para selecionar seus futuros calouros. Quer entender como funciona o Sisu? A gente te explica!

O que é o Sisu?

A sigla significa Sistema de Seleção Unificada. Esse é o sistema que está substituindo o vestibular para selecionar os alunos para as universidades públicas do Brasil com a nota do Enem! O sistema é gratuito e as inscrições são feitas online, no site oficial do Sisu.

No Sisu, as instituições públicas de ensino cadastram as vagas disponíveis para ingresso através do programa e os alunos que realizaram a última edição do Enem podem se candidatar.

Como funciona?

Através do Sisu você pode entrar em instituições de ensino públicas, sejam elas federais ou estaduais.

A seleção é feita com a nota do Enem e, por isso, você pode se candidatar a vagas em qualquer lugar do Brasil – o que conta é o seu desempenho no Enem.

Os requisitos para se candidatar a uma vaga pelo Sisu são os seguintes:

  • Ter participado da edição mais recente do Enem;
  • Não ter tirado zero na redação.

Cumprindo esses dois requisitos, o estudante está apto a disputar uma vaga no Sistema de Seleção Unificada!

O período de inscrições normalmente dura quatro dias. No momento da inscrição, o candidato pode escolher duas opções: uma principal e outra secundária. Ou seja, a primeira opção deve ser aquela que você realmente quer, o seu plano A, o seu sonho. A segunda opção normalmente vai de acordo com a sua nota, onde você acredita que seja quase garantido que vá passar.

Na inscrição você também escolhe se vai disputar a vaga pela ampla concorrência ou por ações afirmativas. Além disso, até o final do período de inscrições você pode mudar suas opções de universidade e curso quantas vezes quiser.

Para disputar uma vaga, não basta ter tido um bom desempenho no Enem. Como o sistema é dinâmico e as notas de corte mudam a cada dia, é preciso jogar com estratégia no Sisu.

Como funcionam as notas de corte do Sisu

O sistema é atualizado todos os dias de acordo com as novas inscrições, mostrando aos candidatos como estão as notas de corte das suas opções de curso.

Justamente por esta possibilidade de conferir a mudança das notas de corte todos os dias, nós recomendamos aos candidatos que se inscrevam no primeiro dia e continuem acompanhando as alterações. É bom checar todos os dias se a sua nota está dentro da nota de corte do curso que escolheu, ou se é melhor trocar sua inscrição para algum curso ou universidade menos concorridos.

No entanto, nem sempre trocar de opção é uma boa estratégia. Isso porque, quando uma nota de corte sobe, muitos candidatos alteram suas inscrições para opções com notas de corte mais baixas. Em consequência, os cursos com notas de corte menores que tiverem recebido mais inscrições acabam tendo um aumento em suas notas de corte.

Ou seja, você pode trocar sua inscrição para um curso em que em tese passaria, mas ainda assim ficar de fora, pois a nota de corte aumentou de um dia para o outro.

A variação das notas de corte é enorme durante todo o período de inscrições do Sisu e nada é garantido, pois os candidatos podem continuar se inscrevendo e alterando suas inscrições até a meia-noite do último dia. Você só vai saber se entrou mesmo quando for divulgado o resultado oficial!

Resultado e lista de espera

Quando o resultado sair, você vai poder ver se foi aprovado na primeira ou na segunda opção. Se você não foi aprovado em nenhuma das duas, não precisa se desesperar! Selecione a opção de colocar seu nome na famosa lista de espera, porque muita gente é chamada através dessa lista!

Vários candidatos que passam de primeira acabam não se matriculando no curso, e aí ficam disponíveis as vagas remanescentes do Sisu. Então, se você não passar na primeira chamava, confira sua classificação: se houver poucos candidatos entre você e a nota de corte, vale a pena se inscrever na lista de espera e cruzar os dedos esperando ser chamado!

Mas, atenção: só podem ficar na lista de espera os candidatos que não tiverem sido aprovados em nenhuma das opções para que se inscreveram. Além disso, só é possível participar da lista de espera de uma das opções para as quais você se candidatou.

As chamadas das lista de espera são de responsabilidade das instituições de ensino. Ou seja, cabe ao candidato que está participando da lista de espera acompanhar a convocação dos candidatos.

Cronograma do Sisu

As inscrições do Sisu acontecem duas vezes por ano: uma no primeiro e outra no segundo semestre.

Por isso, fique sempre atento às datas para não perder as inscrições! Essa pode ser a sua melhor chance de virar calouro em uma universidade pública e gratuita!

O edital da próxima edição do Sisu já foi publicado! O Sisu 2019 do primeiro semestre receberá inscrições de 22 a 25 de janeiro de 2019. Confira o cronograma completo:

  • Resultado do Enem 2018: 18 de janeiro
  • Inscrições Sisu 2019: 22 a 25 de janeiro
  • Resultado: 28 de janeiro
  • Inscrição na Lista de Espera: 28 de janeiro a 4 de fevereiro
  • Matrículas: 30 de janeiro a 4 de fevereiro