Inscrições rupestres

Você já se perguntou desde quando as manifestações artísticas existem? Vem com a gente entender mais sobre pinturas e arte rupestre! Revise Artes para o Enem!

Bem, essa pergunta certamente não tem uma resposta simples, já que não se sabe se a humanidade da época pré-histórica produzia artefatos com intenção meramente utilitária ou se tinham cunho estético.

Na África do Sul, por exemplo, foram encontrados numa caverna bastões com entalhes feitos há 77 mil anos! Além dos bastões, há um sem-número de pinturas nas paredes de cavernas e até mesmo pedras empilhadas no chão que formam desenhos, tanto na África como nos outros continentes.

Assim, a história endossa o fato de que a humanidade confecciona peças e objetos desde os tempos mais remotos e que eles têm função utilitária ou ritualística.

É importante ressaltar que há uma convenção acerca da alcunha “arte” para essas expressões, já que o que entendemos por essa palavra abrange conceitos diferentes: se considerarmos arte toda forma de arquitetura, desenhos e esculturas desde os primórdios, podemos afirmar que a arte e o homem estão vinculados desde o início.

Inscrições rupestres

Agora, se pensarmos no termo como algo exposto com a função de deleitarmos, se o belo e o objeto enquanto artigo de luxo forem a prioridade, então aceita-se que a arte possui uma história recente e que os hominídeos que viveram no Paleolítico, por exemplo, não estavam fazendo “arte”.

Agora que esse conceito está mais esclarecido, vamos entender o que houve nas representações gráficas dos períodos Paleolítico e Neolítico.

Inscrições rupestres nos períodos Paleolítico e Neolítico

O período Paleolítico, também conhecido como idade da Pedra Lascada compreende o período de aproximadamente 2 milhões a.C – época aproximada que o homem produziu seu primeiro utensílio -, até 10.000 a.C – onde iniciou-se o Período Neolítico, que veremos a seguir.

Pois bem! No Paleolítico, portanto, os hominídeos eram nômades e as pinturas e desenhos de animais nas cavernas tinham função ritualística, ou seja, eles acreditavam que desenhando o animal na parede, poderiam obter e abater o animal verdadeiro. Devido aos temas escolhidos, são considerados Naturalistas. As tintas eram feitas a partir de ossos, frutas, carvão ou sangue dissolvidos na gordura dos animais caçados.

Inscrições rupestres - Vênus de Willendorf
Vênus de Willendorf. Fonte: https://www.infoescola.com/arqueologia/venus-de-willendorf/

A escultura apresenta uma mulher corpulenta com seios e quadris fartos (que corresponde ao padrão de beleza da época) e mede 11,1 cm. Não possui pés e os braços estão escondidos embaixo dos seios. Pelo seu tamanho diminuto, acredita-se que era utilizada como um talismã.

O período que vem a seguir é o Neolítico (de 10.000 a.C a 4.000 a.C). Seu outro nome é idade da Pedra Polida, devido ao fato de que os homens desenvolveram técnicas para construir armas e instrumentos atritando uma pedra na outra.

No Neolítico, os seres humanos foram deixando de lado o nomadismo e passaram a construir moradias fixas, o que acarretou também na domesticação de animais. Aprenderam também a tecer.

Diante desse contexto, passou-se a substituir a mente instintiva de quem tinha que caçar para sobreviver para uma mentalidade mais racional. Assim, o abandono do Naturalismo nas representações da época foi ganhando força e pararam de representar fielmente a natureza e passaram a confeccionar figuras que sugerem algo.

Passou-se a registrar a vida em coletivos. Havia preocupação em transmitir movimento. Com o desenrolar do estilo da época, surge a escrita pictográfica, que consiste em uma imagem que transmite uma ideia.

Mas, e no Brasil? Existe indícios de pinturas e inscrições rupestres e de vida pré histórica aqui? Sim! Regiões como Nordeste, Paraíba e Rio Grande do Norte possuem a maior concentração de arte rupestre do mundo, que datam de cerca de 3 a 10 mil anos atrás.

Agora, para aprofundar mais um pouquinho, assista ao vídeo do canal de Agnaldo Ferreira que trata de inscrições rupestres:

Agora, tente responder às questões abaixo sobre inscrições rupestres:

1. A arte rupestre possui a característica de expressar elementos da cultura do homem pré-histórico. Dentre esses elementos, destacam-se, nas pinturas rupestres:

a) o retrato das famílias, feito de forma realista, com o uso de carvão.
b) a descrição de cenas relacionadas com a vida política da pólis.
c) a descrição das trocas comerciais intercontinentais.
d) a descrição de cenas de caça, rituais e símbolos cosmológicos.
e) o retrato das personalidades da tribo.

2. (Fatec 2015) A forma como as sociedades organizam as suas atividades produtivas se transforma ao longo do tempo e vem marcando mudanças históricas importantes.

Na transição do período Paleolítico para o período Neolítico, observam-se importantes mudanças na organização produtiva como, por exemplo

a) o término do sistema de plantation.
b) a formação das corporações de ofício.
c) a construção de núcleos urbanos feudais.
d) o início das grandes organizações sindicais.
e) o surgimento da agricultura de subsistência.

3. (Ufg 2010) As pinturas rupestres são evidências materiais do desenvolvimento intelectual dos seres humanos. Embora tradicionalmente estudadas pela Arqueologia, elas ajudaram a redefinir a concepção de que a História se inicia com a escrita, pois

a) funcionam como códices velados de uma comunidade à espera de decifração.
b) expressam uma concepção de tempo marcada pela cronologia.
c) indicam o predomínio da técnica sobre as forças da natureza.
d) atestam as relações entre registros gráficos e mitos de origem.
e) registram a supremacia do indivíduo sobre os membros de seu grupo.

GABARITO:

1 – D, 2 – E, 3 – A.

Sobre o(a) autor(a):

Renata Gambagorte é formada em Licenciatura em Artes Visuais pela Universidade Estadual do Paraná com pós graduação em Cenografia pela Universidade Federal do Paraná. Atualmente atua na rede de ensino em Curitiba. Facebook: https://www.facebook.com/renatagmbgrt