Camadas da Terra: Litosfera e suas dinâmicas

Já conhece as camadas da Terra? A litosfera é uma camada que está em constante movimento. Vamos relembrar suas características?

A litosfera é a camada da Terra onde vivemos. Mas isso você está cansados de saber. O que muitos não sabem é que mesmo parecendo, a litosfera não é estável. Hoje vamos entender melhor a dinâmica desta camada da Terra e sua diferença com as demais. Revise Geografia para mandar bem em Ciências Humanas no Enem e nos vestibulares!

Camadas da Terra

De modo geral, o planeta Terra é composto por três camadas principais sendo elas: a crosta (litosfera), o manto (mesosfera e astenosfera) e o núcleo (endosfera). A litosfera é a camada mais externa da Terra e também é chamada de crosta terrestre. Sendo que é esta camada que nós habitamos, conhecida como a “casca da Terra”.

Além de ser a “casca” do nosso planeta, a litosfera é também a camada mais fina do planeta, perdendo para o manto e para o núcleo. Ela é a responsável por compor os continentes e o assoalho oceânico.

Assim como as formas de relevo, que fazem com a litosfera não seja uma camada lisa, sua espessura também é muito variável, podendo chegar à profundidade de aproximadamente 72 quilômetros abaixo dos continentes.

Se formos mais a fundo no estudo das camadas da Terra, podemos adicionar mais uma camada à composição da Terra, que seria a atmosfera. Além disso, poderíamos concluir que as outras três camadas da Terra possuem também subdivisões. Sendo elas as seguintes:

  • Crosta (litosfera): Crosta oceânica e crosta continental.
  • Manto (astenosfera e mesosfera): Manto superior e manto inferior.
  • Núcleo (endosfera): Núcleo externo e núcleo interno.
Imagem ilustrando as camadas da Terra e suas subdivisões.

Além da mudança de espessura, temos também variação de temperatura, de composição e de estado físico de acordo com cada camada. Para exercitar o conteúdo, vamos elencar aqui em tópicos as principais características de cada uma das camadas gerais do planeta Terra.

Crosta terrestre (Litosfera):

Além de ser a camada mais externa da Terra e onde vivemos, ela é formada de rochas e minerais. A litosfera é também a camada que apresenta temperatura mais baixa, podendo chegar até 400º célsius em maiores profundidades.

Manto (astenosfera e mesosfera):

O manto, dividido em manto superior e manto inferior, é a camada intermediária da Terra. Encontra-se a aproximadamente 2.900 quilômetros da superfície e apresenta uma grande quantidade de rochas em forma pastosa e densa. Estas rochas em forma pastosa, formam o material conhecido como magma.

No manto superior, o magma apresenta uma textura muito mais plástica e menos líquida que no manto inferior, devido a diminuição da temperatura, ocasionada por sua proximidade com a litosfera. O magma é a o material expelido pelos vulcões, porém quando entra em contato com a superfície terrestre, perde gases e passa a ser chamado de lava.

Núcleo (endosfera):

O núcleo, que se divide em externo e interno, é a camada mais interna da Terra, o centro do planeta. Encontra-se à aproximadamente 5.100 quilômetros da superfície terrestre. Devido sua composição inteiramente de ferro e níquel, esta camada da Terra possui um campo magnético responsável por nos proteger da radiação do Sol.

Dinâmica da Litosfera

Além de compreender a composição da litosfera e suas diferenças de características em relação às demais camadas, é extremamente necessário entender sua dinâmica.

A litosfera, composta por rochas metamórficas, magmáticas e sedimentares, apresenta uma movimentação própria pelo fato de encontrar-se dividida em placas (placas tectônicas), separadas por grandes falhas, delimitadas pelos limites de placas.

Estas zonas são onde acontecem o contato entre as placas da litosfera, podendo este contato ser, uma colisão, um afastamento ou um atrito. A colisão de placas, ocorre quando temos um movimento convergente. A separação de placas, ocorre a partir do movimento divergente. E por fim, o movimento transformante é responsável pelo atrito entre as placas.

A movimentação das placas tectônicas, são e sempre foram responsáveis pela mudança do relevo da litosfera. Com o momento convergente, temos a formação de cadeias de montanhas, como a cordilheira do Himalaia e a cordilheira dos Andes. Estas cadeias se formam a partir da elevação da litosfera, proporcionada pela atividade tectônica que gera novos dobramentos.

Nos limites onde ocorrem o afastamento de placas, como na Dorsal Mesoceânica, além de grande atividade sísmica, temos intensa atividade vulcânica. Nestes limites temos uma grande pressão exercida pelo magma que acaba por separar as placas e chegar a superfície da litosfera, originando novas rochas magmáticas ao se resfriar.

Nos vulcões, o fenômeno é parecido com o das falhas como a Dorsal Mesoceânica, porém, o magma sobe até a superfície por um canal chamado de zona de subducção.

No movimento transformante (atrito de placas) temos a formação de falhas como as falhas de San Andreas (EUA) e de Samambaia no estado do Rio Grande do Norte, caracterizando também transformações no relevo.

Todas estas alterações do relevo proporcionadas pela movimentação das placas, são chamadas de mudanças provocadas por fatores endógenos. Deste modo, fatores endógenos, são os que alteram a configuração da crosta por meio de agentes internos da Terra. Já os fatores exógenos de modificação do relevo, são aqueles de “fora”, como por exemplo, o vento, a chuva e a ação antrópica.

Mapa do mundo demonstrando os limites das principais placas tectônicas que recortar a litosfera.
Dica: Saiba mais sobre as placas tectônicas neste post especial com resumo do professor Marcelo.
E aí? Aprendeu um pouco mais sobre a litosfera? Beleza! Então, para revisar mais um pouco, assista em nosso canal a videoaula do professor Carrieri sobre o tema:

E, para finalizar sua revisão, você pode resolver as questões indicadas abaixo. Bons estudos!
  1. (ACAFE SC/2015)

A litosfera é a camada sólida mais superficial de nosso planeta. Ela é formada por rochas e minerais e faz parte do cenário onde se desenvolve a vida, juntamente com outras camadas ou esferas.

Sobre a litosfera, todas as alternativas estão corretas, exceto a:

  1. Das três estruturas geológicas que aparecem na crosta terrestre, ou seja, os maciços ou escudos antigos, as bacias sedimentares e os dobramentos modernos, somente a terceira estrutura não existe no Brasil.
  2. As relações entre a litosfera, atmosfera e a hidrosfera não interferem no modelado terrestre, não afetam o ciclo das águas e nem os fenômenos meteorológicos, pois cada camada ou esfera age independente uma da outra.
  3. A litosfera está dividida em placas tectônicas que flutuam sobre um material pastoso e cujos limites estão sempre em movimento, provocando instabilidades geológicas como vulcanismo e abalos sísmicos.
  4. As bacias sedimentares resultam de acúmulos de sedimentos em depressões a partir da era Paleozoica e nelas são encontrados os combustíveis fósseis como o carvão mineral e o petróleo.

Gabarito: B.

2. (UESPI/2004)

De acordo com a teoria da Tectônica de Placas, a litosfera encontra-se dividida em várias placas, cada qual comportando-se como uma unidade geológica mais ou menos rígida. Sobre esse assunto, é incorreto afirmar que:

  1. há placas que se limitam com outras através de dorsais oceânicas, como a dorsal do Atlântico.
  2. existem placas de grandes dimensões e placas menores, como por exemplo a placa do Caribe.
  3. uma placa litosférica é o mesmo que massa continental e se desloca como um efeito do movimento de rotação da Terra.
  4. as correntes de convecção do manto são responsáveis pela ruptura e migração das placas litosféricas.
  5. as fossas submarinas indicam a área onde uma placa mergulha sob a outra.

Gabarito: C.

3. (ACAFE SC/2016)

A litosfera é a camada superficial de nosso planeta. Ela é importante para a vida.

Sobre esse tema é correto afirmar, exceto:

  1. A litosfera apresenta jazidas minerais de grande interesse econômico que foram formadas por ação de agentes endógenos, como é o caso do ferro, da bauxita e do carvão, encontrados nos escudos ou maciços antigos.
  2. As relações entre a litosfera, a atmosfera e a hidrosfera envolvem importantes processos como é o caso da erosão modeladora do relevo terrestre.
  3. A camada mais superficial da litosfera – o solo – é o produto final da ação do intemperismo, cuja dinâmica depende dos chamados agentes externos, como é o caso do clima, do relevo e dos seres vivos.
  4. A parte mais externa da Terra, também chamada de crosta, é formada por minerais, os quais apresentam elementos químicos na sua composição.

Gabarito: A.

 

Sobre o(a) autor(a):

Este texto foi elaborado pelo geógrafo e professor de Geografia Marcelo de Araújo para o Curso Enem Gratuito. Marcelo é formado em Geografia (licenciatura) pela Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC). Atualmente trabalha como autônomo. https://www.facebook.com/mdearaujo22