Aquecimento global: veja as mudanças climáticas

Você sabe o que são mudanças climáticas? Conhece suas causas? E suas consequências? Não? Então fique ligado(a) neste post e revise Geografia para o Enem!

Para entender as causas das mudanças climáticas, é preciso voltar um pouco na História. Começamos pela Revolução Industrial (iniciada a partir do século XVIII), que fez com que o ser humano atingisse um novo nível na escala de produção de bens consumo, permitindo que muitas pessoas também pudessem passar a consumir esses bens.

Esse consumo e produção desenfreados trouxeram consequências que são sentidas nos dias de hoje. Muitas dessas consequências dizem respeito às mudanças climáticas locais ou globais.

Como você sabe, é impossível falar de mudanças climáticas sem mencionar o aquecimento global causado pelo aumento da emissão dos gases de efeito estufa. Mas não é só o famoso aquecimento global que interfere no clima do nosso planeta.

Nesta aula vamos citar também a destruição da camada de ozônio como um fator de preocupação com a temperatura global. Assim como as ilhas de calor que interferem em climas locais das grandes e médias cidades. E também a chuva ácida, como um exemplo de mudança climática ligada à ação humana e que não possui uma ligação direta com o aumento ou diminuição da temperatura. Vamos lá? Revise Geografia para mandar bem em Ciências Humanas no Enem!

Clima e tempo

Antes de começarmos a falar das mudanças climáticas, é importante relembrar os conceitos de clima e tempo. O clima corresponde à característica de uma região ou planeta, onde condições de temperatura, umidade, pressão e frequência de chuvas se repetem todos os anos em cada período. Já o tempo se refere às características da atmosfera em um determinado momento.

Veja a aula do prof. Carrieri sobre esse assunto!

Efeito estufa e aquecimento global

Agora que já conhecemos os conceitos de clima e tempo, podemos pensar na definição de “aquecimento global”. O aquecimento global é a mudança nas temperaturas em todo o globo, sendo caracterizada por um aumento considerável nas médias anuais de temperatura. O aquecimento está ligado principalmente ao aumento na emissão de gases de efeito estufa, gases que retêm uma quantidade maior de calor na atmosfera terrestre, aumentando a temperatura da mesma.

Esses gases são formados pela queima de combustíveis fósseis, como o carvão e derivados de petróleo, essenciais ainda hoje para as indústrias do mundo. Alguns países têm tentado combater o aquecimento global através de investimentos em fontes energia menos poluentes e participando de acordos para a redução da emissão de gases-estufa.

É bom lembrar que o efeito estufa é essencial para a vida na Terra. Ele ajuda a manter as temperaturas dos dias e noites semelhantes, diminuindo a amplitude térmica ao longo de 24 horas.

O efeito estufa ganhou esse nome devido ao seu funcionamento parecido com uma estufa para plantas. Essas estufas funcionam permitindo que energia de fora entre, mas impedindo que grande parte dessa energia seja refletida para fora, mantendo a temperatura mais alta no seu interior do que no exterior.

A atmosfera faz algo semelhante naturalmente. O problema é que estamos potencializando o efeito estufa quando emitimos mais gases a partir da queima de combustíveis. Nesse caso, os gases-estufa funcionam como o vidro de uma estufa permitindo a entrada da energia solar, mas impedindo ou dificultando que grande parte dessa energia seja dissipada ou refletida para o espaço. Contribuindo, assim, com o aumento das temperaturas.

Veja mais esta aula do prof. Carrieri sobre mudanças climáticas

Ilhas de calor

Como falei no começo do texto, o aquecimento global é hoje o mais famoso problema relacionado às alterações climáticas, mas não é o único. Há outros fenômenos que contribuem para a modificação em climas locais, como as ilhas de calor e a chuva ácida.

As ilhas de calor são um fenômeno muito comum em grandes centros urbanos. Ocorrem devido ao alto poder de absorção de calor de materiais como asfalto e tijolos aliado ao baixo indicie de vegetação nesses lugares. Esses fatores fazem com que a energia que chega do Sol seja mais absorvida pelo asfalto e menos refletida pelas plantas.

mudanças climaticas ilhas de calor
Exemplo de ilha de calor.
Chuva ácida

A chuva ácida é ocasionada pela liberação de óxidos na atmosfera, como o dióxido de enxofre (SO2) e o dióxido do nitrogênio (NO2). Esses óxidos em contato com a água formam ácidos que precipitam sobre a terra em forma de chuva. O principal mal criado pelas chuvas ácidas diz respeito às lavouras, que podem ser destruídas por tal fenômeno. Além disso, regiões que sofram muito tempo com esse tipo de chuva podem apresentar danos nas estruturas de construções.

mudanças climaticas chuva acida
Chuva ácida
Buraco na camada de ozônio

O buraco da camada de ozônio já foi a grande preocupação ambiental do mundo, sendo que perdeu o posto para o aquecimento global. A camada de ozônio é uma camada desse gás (O3), situada na estratosfera, que cobre a Terra e impede que diferentes tipos de radiação, principalmente a ultravioleta, entrem na atmosfera. A camada é afetada por gases que contenham cloro e/ou flúor ligados a carbono, os chamados “gases CFC”, e óxidos de nitrogênio que se ligam ao ozônio e acabam por destruir a camada.  Muitos países, inclusive o Brasil, baniram os gases CFC dos produtos (como geladeiras e aerossóis). Esta atitude tem se mostrado positiva, pois estudos recentes demonstram que os danos à esta camada têm diminuído.

mudanças climaticas

Possíveis consequências das mudanças climáticas

As consequências das mudanças climáticas podem ser devastadoras para a humanidade e para vida no planeta. Os efeitos que são sentidos primeiro normalmente estão ligados a agricultura e a flora, pois o clima é o principal fator de diferenciação da vegetação mundial.

Cada fenômeno citado traz diferentes consequências. A chuva ácida afeta o solo dificultando a agricultura e o crescimento da vegetação. As ilhas de calor podem afetam o clima de forma local e podem aumentar a possibilidade de tempestades nos locais afetados devido ao aumento da evaporação e a criação de zonas de baixa pressão.

A destruição da camada de ozônio aumenta a incidência de raios ultravioleta na superfície da terra, isso afeta diretamente o crescimento de plantas e aumenta o indicie de câncer de pele em humanos e animais.

O efeito estufa e aquecimento global podem causar mudanças significativas na distribuição de vegetação pelo mundo, podendo aumentar áreas desérticas ou até mesmo acabar com algumas culturas devido ao aumento da temperatura na terra. Um efeito já sentindo do aquecimento é o aumento de tempestades tropicais, ciclones e furacões. Outro problema do aquecimento global é o derretimento das geleiras dos polos que podem aumentar consideravelmente o nível do mar.

Prepare-se ainda mais estudando com o prof. Carrieri:

https://youtu.be/2VlLYCgCVRU

Sobre o(a) autor(a):

O texto acima foi preparado pelo professor João Garcia Neto para o Blog do Enem. João é graduado em Geografia pela Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC) e professor de Geografia em escolas da Grande Florianópolis desde 2012. E-mail para contato: [email protected]