Nova Ordem Mundial

A hierarquia de poder entre os países é um fator determinante para diversas convenções. Você sabe quando se iniciou a nova ordem mundial?

Quando nos referimos à ordem mundial estamos tratando de questões não só econômicas, mas também políticas a nível internacional. Estas questões, definem as hierarquias de poder entre as nações.

bandeira união soviética e estados unidos
Figura 1: Bandeiras da União Soviética e dos Estado Unidos. Fonte: https://www.politize.com.br/guerra-fria/

Antes da criação de uma nova ordem mundial, o mundo estava bipolarizado devido a rivalidade entre Estado Unidos e União Soviética, rivalidade esta que deu origem a Guerra Fria.

A Guerra Fria perdurou de 1947 a 1991 e foi um período histórico marcado por disputas estratégicas e conflitos que na verdade aconteciam por meio de ameaças e indiretas. Visto por muitos como uma guerra pacífica, a Guerra Fria na verdade foi responsável por muitas mudanças econômicas e geopolíticas.

Com o fim da União Soviética, a queda do Muro de Berlim e o fim do bloco socialista, no ano de 1991 o presidente dos Estados Unidos, George Bush, fortalece o funcionamento de organizações supranacionais e a estruturação de blocos econômicos.

O início da Nova Ordem Mundial

Segundo ele, a consolidação deste modelo era necessária para o início de uma “nova ordem mundial”. O marco da transição da bipolaridade mundial foi a mudança dos parâmetros para avaliação do poder de um país. Antes o maior parâmetro era o potencial bélico, agora na nova ordem, o país com maior nível de desenvolvimento econômico era o “mais poderoso”.

Levando em conta estas mudanças na configuração da ordem mundial pós Guerra Fria, algumas análises apontam que a ordem mundial atual é um modelo unipolar, onde os Estados Unidos é a nação com maior poder bélico e em ascendência econômica.

Porém, se forem levados em conta somente os critérios econômicos, as análises indicam que a Nova Ordem Mundial consiste em um modelo multipolar, onde diferentes potências econômicas estabelecem uma relação de poder na geopolítica mundial. Entre estas potências estariam China, Japão e União Europeia.

De forma a unir estas duas teorias, surge uma nova análise onde a Nova Ordem Mundial seria um modelo unimultipolar, ou seja, enquanto os Estados Unidos exerce poder em relação ao potencial bélico, as demais potências exercem relação de poder sobre a economia mundial.

A divisão do mundo é outro fator que foi alterado com a Nova Ordem Mundial. Durante a ordem bipolar, o mundo era dividido em Leste e Oeste, onde o Oeste era a representação do mundo capitalista, liderado pelos Estado Unidos, e o Leste era a representação do mundo socialista, liderado pela União Soviética (URSS).

Certamente este modelo não seguia as convenções cartográficas, pois com certeza nem todos os países do Leste do mundo eram socialistas, assim como nem todos os países do Oeste eram capitalistas.

Deste modo, o modelo de divisão do mundo em socialista e capitalista caiu por água abaixo, dando espaço a um novo modelo de divisão entre Norte e Sul. Nesta divisão, ao Norte estão situados os países considerados desenvolvidos, e ao Sul os países considerados subdesenvolvidos.

Esta nova divisão de mundo também não é completamente fiel, tendo em vista que no hemisfério Sul estão situados alguns países “desenvolvidos” e no hemisfério Norte temos alguns países “subdesenvolvidos”.

divisão do mundo entre norte e sul
Figura 2: Mapa representando o Sul “subdesenvolvido” e o Norte “desenvolvido”.
Veja a aula sobre a Nova Ordem Mundial e continue estudando:

Questões sobre a nova ordem mundial

Questão 01 – (IFBA/2018)

Divisão do mundo entre os países do Norte e Sul

Disponível em: HAESBAERT, Rogério; PORTO-GONÇALVES, Carlos Walter. A Nova Des-Ordem Mundial. São Paulo: Unesp, 2006. p.50. (adaptado)

A figura acima representa uma forma de regionalizar o mundo, entre os países do Norte e os países do Sul. A partir da análise da imagem, é correto afirmar que esse modelo de regionalização leva em consideração:

a) A linha do equador que divide o mundo em dois hemisférios, o Norte e o Sul.

b) As características climáticas e biogeográficas distintas entre o Norte e o Sul.

c) As potencialidades paisagísticas e tecnológicas entre o Norte e o Sul.

d) O nível de desenvolvimento socioeconômico entre os países do Norte e Sul.

e) O nível de influência linguística entre os países emergentes do Sul.

Gab: D

Questão 02 – (ACAFE SC/2018)

“Alguma coisa está fora da ordem, fora da nova ordem mundial” (Trecho da música Fora de Ordem, de Caetano Veloso)

Sobre as ordens mundiais ao longo da história, marque V para as afirmações verdadeiras e F para as falsas e assinale a alternativa com a sequência correta.

(   ) Até o início do Século XX, antes das duas grandes guerras, havia uma ordem mundial multipolar, com várias potências coloniais rivalizando entre si, tendo o Reino Unido como a mais poderosa.

(   ) A partir do final da Segunda Guerra Mundial, duas superpotências passaram a dividir a supremacia mundial: EUA e Alemanha, no período chamado “Guerra Fria”.

(   ) Em 1945 houve a queda do Muro de Berlim e o colapso da União Soviética, inaugurando o início de uma ordem mundial totalmente capitalista.

(   ) A fundação da União Europeia e o vertiginoso crescimento econômico da China, passando a rivalizar com os EUA, deram impulso ao estabelecimento de uma ordem mundial multipolar, a partir da década de 1990. Essa correlação das maiores forças econômicas mundiais conta ainda com o Japão, importante potência asiática e com ascensão dos países “emergentes”, entre eles o grupo chamado de BRICS, do qual o Brasil faz parte.

(   ) Em 1999 surgiu o G20, grupo composto pelas 19 maiores economias do mundo acrescidas da União Europeia. Esse grupo de países ricos e de países emergentes passou a constituir uma importante arena de discussões sobre questões políticas e econômico-financeiras de interesse mundial.

a) V – V – F – F – F

b) F – V – F – V – F

c) V – F – F – V – V

d) F – F – F – V – V

Gab: C

Questão 03 – (Universidade Iguaçu RJ/2018)

exercício de nova ordem mundial
Disponível em: <http://www. nou-sorbewy.blogspot.com>. Acesso em: 22 out. 2017.

A análise do mapa, aliada aos conhecimentos sobre linguagem cartográfica, permite afirmar:

01) O mapa apresenta a ordem multipolar, período caracterizado pelo surgimento de novos Estados nacionais.

02) O território brasileiro é antípoda de algum lugar no Oceano Índico, nas proximidades das costas ocidentais da Austrália.

03) O mapa foi confeccionado em uma projeção equidistante, pois representa com fidelidade as formas e as áreas, distorcendo apenas as distâncias.

04) A linha cheia horizontal do mapa representa o Equador, paralelo que divide a Terra em Hemisfério Norte, onde se localizam os países desenvolvidos, e Hemisfério Sul, os países subdesenvolvidos, coincidindo, assim, com o mundo bipolar da Guerra Fria.

05) A representação cartográfica, por se tratar de uma planta, foi elaborada em grande escala, inviabilizando a possibilidade de se identificar a divisão política dos continentes.

Gab: 01

Sobre o(a) autor(a):

Este texto foi elaborado pelo geógrafo e professor de Geografia Marcelo de Araújo para o Curso Enem Gratuito. Marcelo é formado em Geografia (licenciatura) pela Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC). Atualmente trabalha como autônomo. https://www.facebook.com/mdearaujo22