O espaço rural brasileiro e suas características: Geografia Enem

Confira agora no resumo de Geografia as caracterísicas do espaço rural brasileiro. Está entre os temas mais cobrados nas questões de Ciências Humanas do Enem!

A zona urbana e a zona rural são conceitos utilizados na geografia para diferenciar dois tipos de espaços geográficos. Podemos dizer que o espaço rural é o oposto de um espaço urbano, ou seja, são regiões que se dedicam aos meios de produção e criação de alimento ou extração de recursos naturais.

O Espaço Rural no Brasil

O Brasil é um país de urbanização tardia. Até a metade do século XX as estatísticas sobre a população brasileira indicavam a predominância de habitantes no meio rural. Apenas a partir da década de 1930 ocorreu uma forte aceleração da migração do campo para as cidades.

Na década de 1950 é que o país passa a ter mais habitante sem centros urbanos. Em 2018 o país tinha 16% de população rural No censo populacional de Nesta aula, vamos nos aprofundar no estudo do espaço rural brasileiro.

Publicidade

Quando pedimos para alguém imaginar um espaço rural as pessoas logo pensam naquela casinha no campo, com uma horta na frente, galinhas ciscando e uma vaquinha bonitinha para dar leite, igual a imagem abaixo:

A força do Agronegócio

Porém, a realidade atual dos espaços rurais é outra. Na atualidade, o setor agrícola passa por transformações causadas pelo avanço de técnicas agrícolas sofisticadas, pela introdução de intensos processos de mecanização.

Deste modo, vemos que os ambientes rurais também estão, na sua grande maioria, se tornando urbanizados a partir do momento em que são instaladas infraestruturas em busca de aumento da produção e principalmente exportação.

O Brasil possui grande extensão territorial, suficiente disponibilidade de recursos hídricos e localiza-se, em sua maior parte, na região tropical. Tais atributos, aliados aos novos recursos tecnológicos, fazem dele um dos maiores produtores e exportadores de produtos agrícolas do mundo na atualidade.

Introdução ao Espaco Rural no país

Confira com o professor Rafael Carrieri um resumo de Introdução às questões do Espaço Rural Brasileiro. Esta aula está disponível pra você no canal do Curso Enem Gratuito.

A agricultura e a pecuária são duas atividades econômicas tradicionais no Brasil e, apesar do desenvolvimento industrial brasileiro nos últimos 60 anos, continuam tendo fundamental importância para a economia, a sociedade e as transformações espaciais do país. Isso porque:

  • Fornecem alimentos para a população.
  • Fornecem matérias primas para a indústria de alimentos , couro , tecidos e até de combustíveis.
  • Empregam 17% da população economicamente ativa o Brasil.
  • Contribuem, e muito, para as exportações brasileiras
  • Estimulam a ocupação humana de vastas áreas do território nacional.

De um modo geral existem três tipos básicos de organização da produção agrícola brasileira:  o latifúndio; a unidade familiar produtora de bens agrícolas para o mercado, também chamada de agricultura familiar; e a empresa agrícola, em que estão inseridos o agronegócio e a agroindústria.

Latifúndio

São propriedades com grandes extensões. Nem toda sua terra é cultivada, apresenta subaproveitamento e sua exploração se faz, geralmente, por meio de técnicas tradicionais, apresentando baixa produtividade. Geralmente utilizadas para a pecuária do gado (criação de gado).

Agricultura familiar

Neste tipo de organização da produção agrícola, a utilização de terra é feita por pequenos proprietários, com trabalho fundamentalmente familiar, havendo, eventualmente, a contratação de mão de obra assalariada.

A agricultura familiar, que vida abastecer principalmente o mercado interno, é responsável por mais da metade da produção de alimentos no Brasil – arroz, feijão, frutas, hortaliças, cebola, batata, etc. Normalmente essas famílias se juntam em cooperativas ou vendem seus produtos para empresas maiores.

A empresa agrícola

As empresas agrícolas (ou agroindústrias) são unidades de produção avançada do ponto de vista tecnológico e podem ocupar grandes e médias extensões de terra. Devido ao uso de tecnologia, as empresas agrícolas apresentam grande produtividade.

Usam sementes ou mudas selecionadas, realizam análise química do solo para detectar falta ou excesso de nutrientes para as plantas, fazem uso intensivo de fertilizantes, agrotóxicos, máquinas e implementos agrícolas, utilizam técnicas controladas de irrigação e contam com a assistência técnica de engenheiros agrônomos.

O risco dos Agrotóxicos

A agricultura moderna tem causado diversos impactos ambientais, tanto no espaço rural quanto no urbano. Entre eles, podemos citar a compactação e a erosão do solo, a contaminação da água de rios e lençóis subterrâneos e até mesmo danos a saúde humana.

s agrotóxicos são os maiores inimigos da natureza e da sociedade que consome, pois são compostos químicos para buscar controlar as pragas e doenças das plantas porém são altamente perigosos para os humanos e muitos outros animais.

Veja o Extrativismo Vegetal no Brasil

Extrativismo é uma das atividades que compõem o setor primário da PEA (setor que abrange atividades relativas à obtenção de matéria prima: agricultura, pecuária e extrativismo). Existem 3 tipos de extrativismo: animal, vegetal ou mineral. Cada um deles tem um grau de impacto ambiental e uma importância econômica.

O Extrativismo no Brasil inicia com a chegada dos colonizadores. A extração de pau-brasil e drogas do sertão são alguns exemplos.  Há diversos ciclos extrativistas no Brasil: pau-brasil, mineração, borracha.

 O extrativismo pode se apresentar de maneira predatória, como é o caso do correntão, ou de maneira sustentável (do qual Chico Mendes foi pioneiro). Veja no vídeo acima os exemplos de cada um.

Simulado sobre o Espaço Rural

Para finalizar sua revisão, resolva os exercícios que selecionamos para você testar seus conhecimentos. E, não esqueça, na próxima quarta você terá acesso a uma nova aula de revisão de geografia! Vem com a gente e conquiste sua vaga na universidade!

Questões:

.

.

Compartilhe: