Origem do Universo – Sistema Solar, Terra e Astronomia

O “Big Bang” não foi uma explosão? Venha saber mais sobre as teorias de origem do Universo a partir da Geografia!

Muito já se ouviu falar sobre os componentes do Universo, seja pelos milhares de estudos já realizados ao longo da história, ou pelas crenças e suposições que estão sempre surgindo acerca da temática. E você? O que já ouviu falar sobre a Origem do Universo? Conhece os processos que levaram ao surgimento do sistema solar e da Terra?

Este pode parecer um assunto que todos já estão cansados de ouvir falar, mas como existem diversas teorias sobre a origem do Universo, não podemos deixar de relembrar para que as informações não se confundam. Então, revise a origem do Universo nesta aula de Geografia para o Enem!

origem do universo e sistema solar
Figura 1: Sol ao lado dos planetas do Sistema Solar.

 

Afinal, qual a origem do Universo?

Como falei anteriormente, as teorias são diversas, podendo elas serem de caráter religioso ou científico. Atualmente a teoria com embasamento científico mais aceita e estudada sobre a origem do Universo e o cosmo (componentes do Universo, como: estrelas, gases, planetas), é a teoria do “Big Bang”.

“Big Bang” foi o nome dado por Fred Hoyle (1950) para a teoria exposta em 1948 pelos cientistas George Gamow e Georges Lemaitres. Esta teoria afirmava que por volta de 14 bilhões de anos atrás, toda a matéria do Universo que temos hoje, encontrava-se concentrada em um único e minúsculo ponto de energia, menor até mesmo que uma cabeça de alfinete.

Sendo assim, segundo esta teoria sobre a origem do Universo, após a exposição desta matéria a determinadas condições físicas, houve uma certa instabilidade desta energia concentrada que provocou uma expansão da matéria.

Ou seja, não exatamente uma explosão como lemos em muitos lugares por aí. Esta expansão foi responsável pela origem do cosmo, que é composto pelos corpos e componentes do Universo que conhecemos hoje em dia, sejam eles estrela, planetas, poeira, gases, entre outros.

Não podemos classificar o “Big Bang” como uma explosão, pois, segundo a física, as características de uma explosão não descrevem o que de fato aconteceu com a famosa “cabeça de alfinete” que originou nosso tão querido e falado Universo. Além disso, todo esse processo ocorreu em um momento onde não era possível falar de tempo, já que o tempo teoricamente só existe a partir do momento onde começam a acontecer mudanças (que podem ser quantificadas, contadas) naquilo que se encontra estável, ou seja, se não há mudanças, não há tempo.

Mas, em que momento surge o Sistema Solar?

As primeiras teorias sobre a origem do Sistema Solar surgem dos estudos de cientistas como René Descartes, sendo posteriormente complementadas por outros cientistas, como Immanuel Kant e Pierre Simon de Laplace.

René Descartes trouxe à tona a teoria onde o Sistema Solar havia surgido a partir da contração de uma nebulosa que resultou na formação clássica que aprendemos na escola. Na época, uma nebulosa poderia ser qualquer aglomerado de corpos celestes (diferente de hoje, onde o conceito de nebulosa se refere a nuvens de poeira compostas principalmente por hidrogênio, hélio e plasma). Esta teoria foi aperfeiçoada então por Immanuel Kant que sugeriu que a rotação desta nuvem de poeira e gases (nebulosa) havia sido responsável pela origem do Sistema Solar.

Figura 2: Immanuel Kant e René Descartes

Para Kant, os principais gases responsáveis pelo surgimento do Sistema Solar eram: nitrogênio, hidrogênio, hélio e oxigênio, já a poeira, todos os demais elementos já conhecidos do Sistema Solar. A aceleração da rotação da nebulosa, segundo Kant, causou uma contração dos corpos por conta da mudança da gravidade que fez com as massas se atraíssem.

Esta aproximação fez com que, por conta das condições físicas e químicas daquele ambiente, ao centro, surgisse a estrela que posteriormente se tornaria o sol e de acordo com a proximidade desta estrela, o restante da matéria ia se agregando com formas, tamanhos e condições diferentes, originando então todo o restante do Sistema Solar, como os planetas e o Sol.

A aceleração da rotação da nebulosa também foi responsável pela forma de disco do Sistema Solar, fazendo com que os corpos fossem se distribuindo de acordo com a sua densidade. Após diversos aperfeiçoamento da teoria de Immanuel Kant, esta passou a ser conhecida como “Hipótese Nebular”.

origem do universo e do sistema solar
Figura 3: Ordenação dos corpos no Sistema Solar.

 

E o planeta Terra?

Segundo os estudos, a Terra teria se formado logo após o início da formação do Sistema Solar. Sua origem aconteceu da mesma forma que os demais planetas do Sistema Solar, após a agregação dos materiais, propiciada pela contração das massas. A Terra se formou originando a famosa “bola incandescente”, que com o passar do tempo foi se resfriando.

Ao se resfriarem, os elementos componentes do planeta Terra foram se agregando de acordo com a sua densidade formando então as suas camadas: núcleo interno e externo (mais densos), o manto (superior e inferior) e a crosta terrestre (superior e inferior).

Geograficamente falando, as camadas da Terra possuem muito mais divisões do que estamos acostumados a ver por aí, porém foram simplificados desta forma para facilitar o entendimento no ensino escolar.

Além destas camadas, durante o resfriamento do planeta Terra, houve a liberação dos gases que permitiram a formação de uma camada ao redor do planeta, chamada atmosfera. Os tipos de gases componentes da atmosfera e suas quantidades, foram sendo modificados junto ao processo de evolução do planeta Terra.

Logo após a consolidação do planeta Terra, existiam grandes taxas de elementos como nitritos, amônia e dióxido de carbono na atmosfera que passaram a compor a atmosfera de forma natural. Já atualmente, o oxigênio e o nitrogênio são predominantes.

Será que esta modificação natural dos elementos componentes da atmosfera, poderia nos levar a repensar teorias sobre poluição ambiental como o aquecimento global? Poderíamos explorar infinitamente as temáticas aqui abordadas, as questões acerca do Universo, do Sistema Solar e seus componentes são das mais diversas e bastante polêmicas, pois além de serem discussões em aberto, muitas vezes envolvem discursos falaciosos e conflitos entre a ciência e a religião.

Para aprender mais sobre a origem do Universo, assista a vídeo aula do nosso canal!

Aproveite porque também tem aula sobre a Origem da Terra!

Dica: Para descobrir mais sobre o Universo e sua formação, indico o livro “Fascínio do Universo”, disponível em PDF no link: http://www.astro.iag.usp.br/fascinio.pdf

Exercícios para fixar o conteúdo:
  1. Sobre a origem do Sistema Solar assinale verdadeiro (V) para as proposições corretas ou falso (F) para as proposições incorretas.

(   ) A origem do Sistema Solar, segundo Kant está interligada à modificação da rotação de uma nuvem composta por poeira, gases e estrelas, que após se fundirem, resultaram nos corpos componentes do Sistema Solar.

(  ) Immanuel Kant foi o primeiro cientista a desenvolver teorias acerca do Sistema Solar.

(    ) A única estrela que compõe o Sistema Solar é o Sol.

(    ) O Sistema Solar originou-se de uma nebulosa.

Gabarito: F, F, V, V

2. Sobre o planeta Terra e seus componentes assinale a alternativa correta:

a) O planeta Terra possui a mesma idade que o Universo.

b) A composição da atmosfera é a mesma desde sua origem.

c) Simplificando, o planeta Terra é dividido em três camadas, sendo elas: núcleo, crosta terrestre e litosfera.

d) Nitrogênio e oxigênio são predominantes na composição da atmosfera.

Gabarito: D

3. Sobre a origem do Universo considere os seguintes itens:

I – “Big Bang” foi o nome dado por Fred Hoyle (1950) para a teoria exposta em 1948 pelos cientistas George Gamow e Georges Lemaitres.

II – Toda a matéria do Universo que temos hoje, encontrava-se concentrada em um único e minúsculo ponto de energia, menor até mesmo que uma cabeça de alfinete.

III – Atualmente a teoria com embasamento científico mais aceita e estudada sobre a origem do Universo e o cosmo (componentes do Universo, como: estrelas, gases, planetas), é a teoria da “Hipótese Nebular”.

a)Somente o item I está correto.

b) I e II estão corretos.

c) Somente o item III está correto.

d) Somente o item II está correto.

e) Todos os itens estão corretos.

Gabarito: B

Sobre o(a) autor(a):

Este texto foi elaborado pelo geógrafo e professor de Geografia Marcelo de Araújo para o Curso Enem Gratuito. Marcelo é formado em Geografia (licenciatura) pela Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC). Atualmente trabalha como autônomo. https://www.facebook.com/mdearaujo22