Saúde da mulher e os benefícios do exercício físico

A saúde da mulher precisa ser olhada com uma atenção especial. Na aula de hoje, entenda um pouco mais sobre a fisiologia feminina, e como os exercícios físicos podem contribuir.

A saúde da mulher sempre esteve ligada a diferentes fatores se comparada ao homem. Seja na menopausa, na adolescência ou até mesmo na vida adulta, o corpo feminino passa por grandes transformações com o passar do tempo. Portanto, estar atento a essas mudanças pode fazer com que o corpo e a mente estejam mais preparados.saúde da mulherExercícios físicos e o cuidado com a saúde são essenciais em todas as fases da vida.

Em contrapartida ao envelhecimento a mulher sofre uma mudança na área hormonal, resultando mudanças significativas no corpo. Para conseguir se beneficiar de um envelhecimento saudável é que é preciso recorrer às práticas físicas. E por isso que no artigo de hoje falaremos sobre os benefícios dos exercícios físicos para a saúde da mulher.

Corpos diferentes, necessidades diferentes

Antes de falarmos especificamente sobre a saúde das mulheres, é importante que relembremos que existem diferenças fisiológicas e anatômicas entre homens e mulheres e que essas diferenças se explicam, principalmente, devido aos hormônios específicos de cada sexo. Hormônios esses que são responsáveis pelas características sexuais primárias (genitálias) e secundárias (produção de gametas, surgimento de mamas, surgimento de pelos etc) e que atuam ao longo de toda a vida em nossos corpos.

Publicidade

Levando isso em consideração, precisamos entender também que a ação de cada um desses hormônios causa diferentes efeitos em organismo. Logo, a saúde da mulher, por se diferenciar da do homem, precisa ter uma abordagem diferente.

Sendo assim, é importante ressaltar que apesar de o exercício físico praticado regularmente ser benéfico para todos, ele vai contribui especialmente para o equilíbrio hormonal no organismo feminino. Entretanto, é necessário também frisar que em mulheres atletas, que praticam níveis intensos de atividades físicas, algumas alterações não benéficas podem acontecer, como a ausência de menstruação, como veremos adiante.

Por fim, para seguirmos com nossos estudos sobre a saúde feminina, precisamos marcar aqui que o principal hormônio masculino, a testosterona, está presente também no corpo da mulher, porém, em quantidades significativamente menores.

E o mesmo acontece de maneira inversa. Os hormônios estrogênio e progesterona, que atribuem as características femininas, também se apresentam em organismos masculinos, contudo, em quantidades bem pequenas.

Mas afinal, o que são hormônios?

Os hormônios são considerados os mensageiros químicos do corpo. Eles são substâncias que possuem como responsabilidade enviar instruções e mensagens específicas para células, tecidos ou órgãos (chamados de alvos). Eles são produzidos ou armazenados pelas glândulas endócrinas ou mistas. Essas substâncias são secretadas diretamente na corrente sanguínea ou na linfa, sendo transportadas até atingirem sua célula-alvo.

Dentre as funções dos hormônios estão: estimular a síntese de proteínas; causar secreção celular; ativar sistemas enzimáticos, etc. Em suma, podemos dizer que eles equilibram as funções biológicas do nosso corpo, entre elas o desenvolvimento e crescimento, função reprodutiva, humor, entre outras.

Alguns poucos hormônios podem exercer função em todos os tecidos do corpo, porém, a maioria possui ações em locais específicos. Isso acontece devido aos receptores hormonais, que estão presentes apenas no tecido que precisa receber determinado hormônio.

Portanto precisamos entender sobre os hormônios masculinos e femininos, especificamente, que como já mencionado, são responsáveis pelas características sexuais do indivíduo.

– Estrogênio

O estrogênio é responsável por atribuir as características femininas. Eles desenvolvem e dão funcionalidade ao útero, trompas e vaginas. São produzidos nos ovários.

O estrogênio também é responsável por características como o aumento do depósito de gordura subcutânea, aumento da retenção de sais e líquidos, desenvolvimento dos seios e as curvaturas do corpo da mulher.

– Progesterona

Por sua vez, a progesterona, contribui para a regulação do ciclo hormonal, e é secretada em quantidades significativas após a ovulação. Ela contribui também no desenvolvimento do útero e dos seios.

Esse hormônio tem a incrível função de se transformar em outros hormônios conforme a demanda do organismo. Até o estrogênio e a testosterona são produtos metabólicos finais vindos da progesterona.

– Testosterona

A testosterona, é o principal hormônio masculino, chamado também de hormônio androgênio. Durante a puberdade, ele aumenta de maneira significativa nos homens. Esse hormônio confere o desenvolvimento dos tecidos do sistema reprodutor dos homens.

A testosterona é a grande responsável pelo aumento de massa muscular, que é muito maior nos homens se comparado às mulheres. O nível desse hormônio nos homens, é cerca de 8x maior que nas mulheres.

Alterações fisiológicas provocadas pelos exercícios

O exercício físico pode alterar o perfil hormonal do indivíduo. Estudos nos mostram que a prática regular de exercício pelas mulheres aumenta a liberação dos hormônios testosterona e progesterona. Entretanto, com um estilo de vida ativo e uma dieta balanceada, os hormônios tendem a se encontram em níveis adequados e saudáveis no nosso corpo.

Sendo assim, as mulheres, pela sua particular fisiologia, encontram muitos benefícios com a prática esportiva regular. Como já visto, o estrogênio tente a aumentar o depósito de gordura subcutânea. Por conta disso, o percentual de gordura das mulheres, normalmente é maior que o dos homens.

Sendo assim, o percentual de gordura de uma mulher adulta que não pratica atividades físicas regulares, gira em torno de 26%, enquanto de um homem nas mesmas condições, é aproximadamente 15%. Dessa maneira, podemos dizer que certamente essa porcentagem de gordura varia de acordo com o estado de saúde do indivíduo, suas práticas de exercícios físicos, sua dieta e até seu estado mental.

Portanto, com a prática de atividades físicas, as mulheres adquirem diversos benefícios pela regulação hormonal, entre eles estão:

  • Redução do percentual de gordura;

  • Aumento de massa magra (pelo aumento da testosterona);

  • Melhora do humor;

  • Melhora da libido;

  • Melhora geral do bem estar devido a uma liberação de endorfinas, hormônio do bem estar, podendo diminuir inclusive sintomas e sinais de tensão pré-menstruação (TPM) e alívio de cólicas menstruais;

  • Regulação do sono;

  • Mais energia e vitalidade nas demais atividades do dia-a-dia;

  • Melhora da cognição.

Mulheres atletas

No caso específico de excesso de treinamento, como no caso de mulheres atletas, algumas situações clínicas podem surgir.

Uma dessas situações é a falta de menstruação, fenômeno denominado amenorreia. Geralmente esse quadro se apresenta pelo excesso de treinamento, que leva a uma menor produção de estrogênio pelos ovários.

Umas das consequências relacionadas a amenorreia, é a osteoporose, uma vez que o estrogênio contribuiu para uma densidade óssea adequada. Isso leva a um aumento da possibilidade de fraturas.

A saúde da mulher e a menopausa

A menopausa caracteriza-se pelo período em que a mulher passa por alterações hormonais bruscas e para de menstruar, encerrando seu período fértil. Esse processo acontece geralmente a partir dos 48 anos, dependendo de mulher para mulher.

Nesse período, a mulher pode vir a sentir diversos sintomas. Entre os sintomas da menopausa estão: reduzido dispendido energético; perda brusca e acelerada de massa muscular, aumento da adiposidade central e diminuição da densidade óssea, entre outros. Logo, não é difícil concluir que exercícios físicos podem ser aliados para a mulher que passa pela menopausa.

O exercício atenua os sintomas, que geram diversos prejuízos a parte tanto física quanto mental das mulheres. Melhorar o perfil lipídico e ganhar massa magra faz toda diferença nesse período, uma vez que cresce a pré-disposição de desenvolvimento de doenças cardiovasculares.

Devido a diminuição dos níveis de estrogênio, a densidade óssea da mulher diminui, abrindo uma janela para uma possível osteoporose. Mais uma vez, o exercício entra com benefícios. Sua prática regular auxilia e estimula o aumento da densidade óssea, prevenindo um possível desenvolvimento de osteoporose.

Gravidez

A gravidez também é uma condição especial que a mulher pode apresentar. Sua saúde nesse período não se diz apenas respeito a ela mesma, mas ao feto também.

Estudos apontam que mulheres praticantes de exercícios físicos tem uma menor chance de complicações na gravidez e no parto. Isso condiz em um trabalho de parto mais curto, uma gravidez sem tantos desconfortos e menos abortos espontâneos.

Não há dúvidas de que a saúde da mulher precisa de uma atenção diferenciada devido a especificidades de sua fisiologia e anatomia. Seja na fase adulta, na gravidez ou na menopausa, o exercício físico se mostra um forte aliado da saúde feminina, trazendo inúmeros benefícios que refletem na saúde física e mental.

Para complementar o assunto, assista a reportagem a seguir para entender um pouco mais sobre o processo da menopausa:

Video-aula

Questões

1) Sobre os hormônios testosterona, estrogênio e progesterona, assinale V ou F:

( ) A testosterona está presente no corpo das mulheres em níveis aproximadamente 16x menores que nos homens.

( ) O estrogênio é responsável pelo desenvolvimento do útero, dos seios e das características femininas.

( ) A progesterona contribuiu para a regulação do ciclo menstrual e é secretada em maior quantidade após a ovulação.

( ) O estrogênio contribuiu para um perfil lipídico subcutâneo menor.

2) Sobre saúde da mulher e exercícios físicos, assinale a alternativa incorreta:

A) A prática regular de atividades físicas auxilia no ganho de massa livre de gordura na mulher, bem como auxilia na perda de massa gorda.

B) A mulher tente a acumular tecido lipídico na região subcutânea, devido ao hormônio testosterona.

C) A testosterona na mulher, embora que em quantidades pequenas, auxilia no ganho de massa muscular.

D) A mulher durante a menopausa pode sofrer de uma diminuição da densidade óssea, devido a diminuição dos níveis de estrogênio.

E) Uma mulher que pratica atividades físicas provavelmente terá uma gravidez mais tranquila e sem complicações.

Gabarito:

1 – F-V-V-F

2 – B

Sobre o(a) autor(a):

O texto foi escrito pela professora Milena Boeng, Bacharela em Educação Física pela Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC).

Compartilhe: