O que são os Jogos Olímpicos e como foram criados

Os Jogos Olímpicos tiveram origem na cidade de Olímpia, uma cidade estado da Grécia Antiga, por volta do século VIII a.C. Veja mais na aula abaixo.

Os Jogos Olímpicos constituem o evento esportivo mais importante do planeta. Nessa aula vamos estudar um pouco da sua história e origem, bem como suas especificidades, cultura e tradição. Com início na antiga Grécia em meio à sua mitologia, os Jogos Olímpicos têm enorme importância até os dias atuais.

Origem dos Jogos Olímpicos

Os Jogos Olímpicos, nos dias atuais, constituem-se como o maior evento esportivo do planeta. Participam deles atletas de mais de 200 países diferentes e atraem um grande número de amantes dos esportes.

Entretanto, os mega eventos que vemos hoje surgiram de uma maneira bastante diferente do que conhecemos. Os Jogos Olímpicos tiveram origem na cidade de Olímpia, uma cidade estado da Grécia Antiga, por volta do século VIII a.C. Neste período, os Jogos eram realizados para celebrar festivais religiosos.

Entre esses festivais da Antiga Grécia, destacam-se os Píticos, os Ístimicos, os Nemeus e os Olímpicos. Esses quatro festivais, ou Jogos, são chamados historicamente de pan-helénicos.

Jogos Pan-helénicos

Os Jogos Píticos eram realizados em honra ao Deus Apolo, e ocorriam no santuário de Delfos. Aconteciam de quatro em quatro anos, dois anos após os Jogos Olímpicos.

Os Jogos Ístimicos, por sua vez, eram dedicados ao deus dos mares, Poseidon. Realizavam-se a cada dois anos em um santuário do Istmo de Corinto. Esses jogos tinham grande importância, já que Corinto era um dos mais importantes centros comerciais da época.

Já os Nemeus eram dedicados a Zeus e realizados em Nemeia. Ocorriam de dois em dois anos, no mesmo ano dos Jogos Ístimicos, intercalando os Jogos Píticos e os Olímpicos

Por fim, os primordiais Jogos Olímpicos, eram realizados na cidade de Olímpia. Assim como os Jogos Nemeus, os Olímpicos eram também dedicados ao principal deus do panteão grego, Zeus.

Origem mitológica

De acordo com a mitologia grega, Hércules é considerado o fundador dos jogos Olímpicos. Filho de Zeus com uma mortal, Hércules foi desafiado pela deusa Hera a cumprir doze trabalhos, considerados impossíveis de serem realizados.

Dentre os famosos doze trabalhos de Hércules, um especial se destaca nesta história: o quinto. O quinto trabalho consistia em limpar o curral do rei Áugias da cidade de Elis, em apenas um dia.

Diz a lenda que os currais de Áugias eram habitados por milhares de bovinos e não eram limpos há mais de 30 anos.

Esse trabalho, visto como extremamente humilhante, era também muito difícil. Uma vez que, segundo a lenda, o gado imortal produzia uma enorme quantidade de esterco.

Apesar do grande desafio, Hércules consegue cumprir sua tarefa. Após esse maravilhoso feito, o semi-deus resolveu comemorar realizando jogos esportivos em homenagem ao seu pai, Zeus.

A lenda diz ainda que estes Jogos foram realizados no santuário de Zeus, em Olímpia. Eis, então, o motivo pelo nome Olímpico ou Olimpíada, referindo-se à cidade mitológica dos deuses e à própria Olímpia.

Como você já sabe, em Olímpia os jogos passam a fazer parte da cultura cidade, e aconteciam de quatro em quatro anos por cerca de cinco séculos.

Na abertura dos jogos aconteciam cerimônias com sacrifícios de animais oferecidos a Zeus e acendimento de uma chama, já chamada na época de chama olímpica. Essa tradição, inclusive, sobrevive até hoje e é um dos pontos de grande honra das cerimônias olímpicas.

Modalidades esportivas na Antiga Grécia

Algumas das modalidades disputadas na antiga Grécia eram parecidas ou tinham semelhanças com as atuais. Por exemplo, podemos citar as corridas de revezamento de tochas, lançamentos de objetos como dardos (lanças) pesos, e modalidades de lutas.

Havia também o Pentatlo (Pentatholon), modalidade ainda praticada nos dias atuais, com algumas modificações.

Como as disputas esportivas conseguiam suspender as guerras entre os povos, existiam modalidades em que eram usados objetos e utensílios de batalhas comumente utilizados nas guerras. Havia, por exemplo, uma curiosa corrida de armadura de combate, chamada de hoplitodromia.

Outro exemplo era a corrida com carros de combate de tração animal puxados por dois cavalos chamadas de “bigas”. Ou ainda a que ocorria com carros puxados por quatro cavalos, chamadas de “quadrigas”.

Por fim, podemos citar as lutas corpo a corpo chamada de “pancrácio”. Essas lutas eram uma espécie de boxe misturado com vale tudo. Nessas lutas, os lutadores utilizavam crinas de cavalos com pedras dentro enroladas nas mãos para causar maiores ferimentos nos adversários.

No pancrácio também eram permitidas torções, estrangulamentos, cabeçadas. Sendo assim, você pode imaginar que os lutadores beiravam à morte! Para piorar, não havia juízes nem categorias de peso, apenas alguém que dava o início do combate.

O final acontecia quando um dos lutadores desistia ou não tinha mais condições, estando desmaiado ou completamente desfalecido. Alguns pesquisadores dizem que o “pancrácio” foi o pai do boxe.

O fascínio gerado pelos Jogos Olímpicos

Podemos perceber o fascínio que as disputas esportivas e os combates sempre causaram na humanidade, desde a antiga Grécia até os dias atuais.

A superação dos limites humanos é visível na força física, resistência, agilidade, destreza e velocidade dos atletas. Aquelas disputas que aconteciam na antiga Grécia e que muitas das vezes acabavam com acidentes graves e, até a mortes dos participantes, hoje se transformaram num dos maiores espetáculos da Terra proporcionados pelo esporte.

Para a vitória temos o pódio com suas medalhas e hinos sendo cantados, reverenciando o país e o atleta vitorioso. Há também o respeito dos demais participantes e a emoção toma conta de todos, atletas e público em geral.

Em equipes ou individualmente, os participantes hoje chamados de atletas de alto rendimento ou alta performance, carregam consigo a responsabilidade e a incumbência de representar seu país sua nação. Como dito acima, os Jogos Olímpicos trazem atletas de quase todos os países do mundo.

Atualidade

Atualmente os Jogos Olímpicos são jogos sazonais: há as Olimpíada de Inverno e as de Verão. Sendo assim, temos Jogos Olímpicos a cada dois anos, sendo Olimpíadas de verão a cada 4, assim como as Olimpíadas de Inverno.

Em 1894 foi criado o “Comitê Olímpico Internacional” (COI), pelo barão Pierrede Coubertin. Este pedagogo e historiador francês ficou conhecido como o fundador dos Jogos Olímpicos Modernos. Já o COI tornou-se o órgão dirigente do movimento olímpico, que organiza a chamada Carta Olímpica.

Esse documento, atualizado pela última vez em 2013, contém a descrição das responsabilidades estruturais, regras, estatutos e ações referentes aos Jogos.

Adequações

Na segunda metade do século XX o amadorismo perde espaço para o profissionalismo. Os jogos passam a ser disputados por atletas profissionais, esses chamados de atletas de alto rendimento. Ou seja, atletas que estão no auge de sua carreira esportiva.

Como consequência ao profissionalismo dos jogos olímpicos, começam a fazer parte das Olimpíadas os meios de comunicação e os patrocínios.

Na atualidade, o Comitê Olímpico Internacional (COI) é composto por federações esportivas nacionais e internacionais e ainda comissões organizadoras específicas de cada modalidade Olímpica.

Assim, também fica sobre sua responsabilidade a escolha da cidade que irá receber os jogos para cada edição.

As celebrações dos jogos olímpicos assim como na antiga Grécia ainda carregam consigo através dos anos, rituais e símbolos, como a tocha e a bandeira olímpica, cerimônia de abertura e encerramento.

Constantes mudanças

Outro ponto a ser destacado sobre os Jogos Olímpicos modernos é o fato de que eles precisaram e precisam se atualizar constantemente. Assim, o COI busca adequar cada edição dos Jogos às mudanças climáticas, políticas, sociais, econômicas e tecnológicas.

Por exemplo, podemos citar o surgimento dos Jogos de Inverno, dos jogos Paraolímpicos e dos Jogos Olímpicos da Juventude.

Os Jogos de Inverno, são realizados a cada quatro anos, dois anos após os Jogos de Verão, intercalando-os. Neles são disputadas modalidades que ocorrem no gelo e na neve, como esqui e a patinação no gelo.

Jogos Paraolímpicos

Os Jogos Paraolímpicos são o maior evento esportivo envolvendo pessoas com deficiência. Neles participam atletas com deficiências físicas (de mobilidade, cegueira, amputações) e também deficiências intelectuais que competem em 27 modalidades.

Os Jogos Paraolímpicos foram realizados pela primeira vez em 1960, em Roma, como forma de reintegrar militares feridos na Segunda Guerra Mundial. Hoje acontecem em seguida aos Jogos Olímpicos, na mesma cidade sede, aproveitando as instalações.

Assim como os Jogos citados acima, os Jogos Olímpicos da Juventude também ocorrem de quatro em quatro anos, entre os Jogos Olímpicos. Assim como o evento maior, possuem edições de verão e inverno. Neles participam apenas atletas entre 15 e 17 anos.

Agora que você já sabe um pouco mais sobre os Jogos Olímpicos, assista ao vídeo do professor Levi, do canal Oficina do Estudante para ampliar seu repertório de conhecimento sobre o assunto

 

Questões

Questão 01 – (UFPR/2017)

Sobre os Jogos Olímpicos e Paralímpicos, é correto afirmar:

a) Historicamente, os dois tipos de jogos ocorreram de forma simultânea, mas, com os feridos decorrentes da Primeira Guerra Mundial, os Jogos Paralímpicos ganharam um novo impulso, devido ao financiamento internacional pela paz.

b) Nos Jogos Paralímpicos, foi autorizada a competição entre diversos competidores portadores de capacidades funcionais distintas, com exceção da deficiência mental.

c) Os Jogos Olímpicos tiveram sua inauguração em Esparta, cerca de 650 a.C., local conhecido por seu militarismo e forte disciplina, características até hoje praticadas pelos atletas.

d) Os Jogos Paralímpicos foram realizados pela primeira vez nos anos 1960 na Europa, como uma forma de reintegrar militares feridos na Segunda Guerra Mundial.

e) Os Jogos Olímpicos tiveram suas origens em Olímpia, na Grécia, em 650 a.C., e seu local só foi alterado no início do século XX.

Questão 02 – (ACAFE SC/2001)

A civilização grega deixou um legado extraordinário que, até nossos dias, pode ser comprovado.  Os jogos olímpicos fazem parte da herança helênica.

Sobre a Antiga Grécia, apenas uma alternativa não está apropriada.  Qual é?

a) Os gregos atribuíram tamanha importância às festas olímpicas, que as mesmas serviram de base para contar o tempo.

b) Os concorrentes deviam jurar diante do altar de Zeus, de não corromper nem matar seus adversários e aceitar a decisão dos juízes.

c) As provas olímpicas realizavam-se a cada quatro anos  e duravam sete dias sendo que, aos vencedores, a recompensa era a coroa de louros.

d) Os jogos estimulavam o hábito da educação física  e foram fonte  de inspiração artística para poetas e escultores.

e) Agregaram todos  os povos  do  Mediterrâneo, os  gregos, os  romanos e os egípcios, pelo fato de terem cultura idêntica.

GABARITO:

1) Gab: D

2) Gab:E

Sobre o(a) autor(a):

Texto produzido pelo professor Arilson Daniel Soares Costa. Arilson é formado em Educação física e pós-graduado em Educação Inclusiva Especial. Atualmente leciona em academias e em cursos superiores da região da Grande Florianópolis.