“Be going to” ou “Will” – Como expressar ações no futuro em Inglês

Você sabe quando usar, no inglês, “will” e “be going to + verb”? Veja quando usar cada uma das expressões e entenda a diferença entre elas!

Quando falamos em coisas que estão no futuro, podemos nos referir a algo que estamos planejando fazer ou ações que provavelmente acontecerão. No inglês, usamos duas formas para expressar ações no futuro, diferenciando essas situações.

“Be going to + verb”:

Quando estamos lidando com um fato futuro planejado, utilizamos a estrutura “be going to + verb”. Veja como construímos frases utilizamos esta forma:

Afirmativa: Para construirmos a forma afirmativa, sempre utilizamos a ordem “sujeito + verbo to be + going to + verbo principal”.

Veja o exemplo:
I am going to visit Italy in September.
(Eu visitarei a Itália em setembro.)

Negativa: Nesta forma, a partícula negativa “not” é acrescentada após o verbo to be.

I am not going to visit Italy in September.
(Eu não visitarei a Itália em setembro.)

Interrogativa: Na forma interrogativa, o verbo to be sempre inicia as perguntas.

Veja o exemplo:
Are you going to visit Italy in September?
(Você visitará a Itália em setembro?)

Atenção! É importante ressaltar que o uso de “be going to + verb” é mais formal de falar sobre ações futuras. Em ambientes menos formais e principalmente, na língua falada, o falante nativo acaba optando pelo “present continuous” para expressar o futuro. Observe:

Present continuous:

Afirmativa: Na forma afirmativa do present continuous, a ordem de construção da oração é sempre “sujeito + verbo to be + going to + verbo principal”.

Observe o exemplo:
I am visiting Italy in September.
(Eu visitarei a Itália em setembro.)

Negativa: A partícula negativa “not” é acrescentada após o verbo to be.

I am not visiting Italy in September.
(Eu não visitarei a Itália em setembro.)

Interrogativa: Na forma interrogativa, o verbo to be sempre inicia as perguntas.

Are you visiting Italy in September?
(Você visitará a Itália em setembro?)

Will + verb

Finalmente, quando estamos lidando com um futuro provável, mas não planejado ou com uma decisão para o futuro que você acabou de tomar, utilizamos a estrutura “will + verb”:

Afirmativa: Na forma afirmativa, sempre construímos a frase da seguinte maneira: sujeito + will + verbo principal.

Veja os exemplos:

I will go to the party tonight.
(Eu irei à festa hoje à noite.)
I will be at home.
(Eu estarei em casa.)

Negativa: A partícula negativa “not” é acrescentada após “will”.

I won’t go to the party tonight.
(Eu não irei à festa hoje à noite.)
I won’t be at home.
(Eu não estarei em casa.)

Atenção! “Won’t” é a contração de “will not”, que é mais utilizado para ênfase.

Interrogativa: Na forma interrogativa, “will” sempre inicia as perguntas.

Will you go to the party tonight?
(Você irá à festa hoje à noite?)
Will you be at home?
(Você estará em casa?)

Em contextos mais formais, o modal “shall” também pode ser usado para expressar futuro. Como na icônica frase do Senhor dos Anéis:

“You shall not pass!”

Afirmativa:

You shall pass.
(Você passará.)

Negativa:

You shall not pass.
(Você não passará.)

Para confirmar que você entendeu, vamos analisar o poema abaixo, escrito em 1932 por Langston Hughes, poeta negro americano.

Be going to x Will - i too

Na segunda estrofe do poema, podemos perceber a temática do racismo:

“I am the darker brother (Eu sou o irmão mais escuro)
They send me to eat in the kitchen (Eles me mandam comer na cozinha)
When company comes (Quando as visitas chegam)”

Uma vez que o negro é caracterizado como a mão de obra desumanizada do círculo social branco. O que contrapõe fortemente com a primeira estrofe:

“I, too, sing America” (Eu também canto a América)
A qual localiza o negro como cidadão americano.

Observe que o sonho de uma pátria mais justa é expresso em um futuro incerto na terceira e quarta estrofes:
“Tomorrow (Amanhã)
I will be at the table (Eu estarei à mesa)”

“Besides, (Além disso)
They’ill see how beautiful I am (Eles verão quão lindo eu sou)
And be ashamed (E se envergonharão)”

Caso a estrutura “will + verb” não fosse utilizada, esse contexto de um futuro próximo, mas incerto não seria transmitido.

Para finalizar sua revisão, veja a videoaula sobre simple future do nosso canal!

Quer fixar ainda mais a diferença entre “will” e “be going to”? Veja o infográfico abaixo:

inglês - be going to x will 1

inglês - be going to x will 1

Agora, resolva aos exercícios:

Leia esse texto retirado da prova do Enem 2012:

Be going to x Will - exercício

1. O uso de “will” indica que:

a) Para Jimi Hendrix, a era do “poder do amor” tinha data prevista para ocorrer.

b) Para Jimi Hendrix, a era do “poder do amor” ainda tinha data indefinida no futuro.

c) Para Jimi Hendrix, a era do “poder do amor” era uma certeza.

d) Para Jimi Hendrix, a era do “poder do amor” era uma obrigação.

e) Nenhuma das alternativas.

Resposta: b

2. Leia a tirinha abaixo:

Be going to x Will - tirinha

No primeiro quadrinho, Calvin utiliza a forma verbal “will”, pois:

a) Tinha certeza de que não iria para a escola.

b) Queria provocar a mãe.

c) Havia acabado de decidir que não iria à escola.

d) Havia planejado com antecedência que não iria à escola.

e) Nenhuma das alternativas.

Resposta: c