Os Gêneros Literários no Brasil: resumo de Literatura

Hora de você conferir todos os Gêneros Literários no Brasil. Nos textos Épicos estão as grandes narrativas (romance, conto, etc.). Nos Líricos, a poesia. E, nos textos Dramáticos, as comédias e tragédias

Os gêneros literários Épico, Lírico, e Dramático classificam e especificam o estilo de uma obra, sendo capazes de apontar a função desse discurso numa determinada linguagem verbal. Ao longo da história, houve diversas classificações de gêneros literários, de maneira que não se pode determinar uma categorização de todas as obras seguindo um mesmo critério.

O consenso básico sobre os Gêneros Literários engloba três classificações:

  1. Épico – É um gênero narrativo por excelência, que “conta uma história”, como a trajetória de um determinado povo, uma população específica, ou mesmo a saga de um personagem;
  2. Lírico – A poesia reúne as obras literárias identificadas como o gênero Lírico. A origem do gênero, porém, remonta ao tempo em que apresentavam os autores ou intérpetes ao som de instrumentos musicais, preferencialmente a lira, na Antiga Grécia.
  3. Dramático – São as criações literárias construídas para serem representadas, para serem encenadas. As peças de teatro são a representação exata do gênero dramático.
Os Gêneros Literários no Brasil para o Enem

Você vai perceber que não existe uma forma pura ou definitiva de gêneros literários, podendo eles, inclusive, serem combinados ou impregnados por outros.

O que não diminui a utilidade dessas classificações no momento da análise e compreensão do estilo de uma dada obra e de sua linguagem. Vem revisar esse conteúdo com a professora Camila 😉

Muito bom este resumo sobre os Gêneros Literários no Brasil. A professora Camila têm mais aulas de Literatura pra você no Canal do Curso Enem Gratuito. Veja lá!

Transcrição do vídeo sobre Os Gêneros Literários no Brasil

Antes de mais nada temos a divisão entre os gêneros ficcionais e não-ficcionais. Assim sendo, os textos não-ficcionais formam-se a partir da realidade empírica, e os ficcionais criam uma realidade, composta pelos seus próprios parâmetros de verdade.

Em ambos os casos se cultiva a noção, cunhada por Aristóteles, da Verossimilhança, ou seja, da coerência ou nexo dos fatos e ideias narrados num texto em relação à dada realidade.

O gênero épico pode designar um relato histórico ou lenda, normalmente centrado na figura de um personagem histórico ou herói. Inicialmente era composto de uma narrativa em versos (poesia ou teatro épico) sobre um grande feito ou ação de um sujeito lendário (epopeia), representante de um povo ou de uma época.

Exemplos clássicos do Gênero Épico são Os Lusíadas, de Luís de Camões, Ilíada e Odisseia, de Homero.

O gênero épico também nomeia narrativas em prosa, como romances, contos, novelas, poesias épicas, crônicas e fábulas, e os temas podem ser históricos, policiais, de amor, de ficção-científica, etc. A estrutura que identifica o texto épico contém elementos como foco narrativo, enredo, personagens, tempo e espaço, conflito e desfecho.

Características do Gênero Literário Épico

Veja agora algumas características e exemplos do gênero épico-narrativo: Conto; Novela; Romance; Crônica; Histórias em Quadrinhos

1 – Conto: é uma narrativa breve e ficcional, que aborda situações cotidianas ou fantásticas, detém poucas ações e personagens, girando, normalmente, em torno de um único conflito. Existem obras que levam compilações dessas narrativas como o Decamerão de Giovanni Boccaccio, O Aleph, de Jorge Luís Borges, Sagarana, João Guimarães Rosa, dentre outros.

2 – Novela: é um gênero intermediário entre o romance e o conto, não sendo tão longo quanto o primeiro e nem tão breve quanto o segundo. Normalmente carrega um único conflito, que possui, no entanto, uma divisão em capítulos e por isso um desenvolvimento maior que o do conto.

Exemplos de novelas são as obras O Alienista, de Machado de Assis, A Metamorfose, de Franz Kafka, A Hora da Estrela, de Clarice Lispector, e Morte em Veneza, de Thomas Mann.

3 – Romance: com uma extensão e complexidade maior que a dos gêneros novela e conto, o Romance possui também diversos subgêneros como o Romance policial, Romance psicológico, romance histórico, de terror, de costumes, ficção científica, fantasia, etc.

Exemplos de romance muito conhecidos na Literatura Brasileira temos Memórias Póstumas de Brás Cubas, de Machado de Assis, O Ateneu, de Raul Pompéia, Macunaíma, de Mário de Andrade, e muitos outros.

4 – Crônica: é uma narrativa informal, crítica, feita em linguagem coloquial, breve (alguns poucos parágrafos), ligada a fatos e acontecimentos do cotidiano. No Brasil temos vários autores célebres por escrever neste gênero como Machado de Assis, Rubem Braga e Fernando Sabino.

Fábula: é um texto de caráter fantástico, em que os personagens principais são animais ou objetos, o enredo sempre conduz a alguma lição de moral. La Fontaine (Fábulas), Raimundo Lúlio (O Livro das Bestas) e George Orwell (revolução dos Bichos), são exemplos notórios.

5 – Histórias em Quadrinhos ou Graphic Novels: Trata-se de um gênero cuja imagem surge combinada ao texto, as palavras (falas, narração e pensamentos dos personagens) são destacadas por balões, nuvens e retângulos, e as ações são divididas por quadros (quadrinhos).

 

Simulado sobre Os Gêneros Literários no Brasil

.

.

===

E aí, como foi o seu desempenho no Simulado sobre Os Gêneros Literários? Se você não acertou pelo menos sete questões é hora de rever todas as aulas. Veja também um resumo especial sobre Os Gêneros Literários no Brasil. 

Os Gêneros Literários no Brasil

Compartilhe: