Incas, Astecas e Maias

Conheça um pouco sobre a civilização Maia, que ficou popular por causa de seu calendário, e também sobre outros povos pré-colombianos, como os Astecas e Incas. É revisão de História para o Enem!

Você já deve ter ouvido falar da grande profecia apocalíptica maia do ano de 2012, certo? Não se falava de outra coisa neste período, mas, assim como em outros momentos de nossa história, vencemos mais uma antiga profecia e estamos aqui. Você também com certeza já ouviu falar dos incas e dos astecas. Vamos conhecê-los?

Voltando a falar da profecia, ela, na verdade, surgiu devido ao calendário maia, que finalizava no ano de 2012, a partir daí foi só boato. Hoje se perguntarmos para alguém sobre os maias, esta é, quase sempre, a primeira coisa que lembramos.

Primeiramente, os povos pré-colombianos nada têm a ver com a Colômbia, ou pelo menos não diretamente. Este nome é designado aos nativos que viviam aqui antes do conquistador italiano Cristóvão Colombo chegar em terras americanas.

Devido ao conflito entre os nativos e os europeus, grande parte dos vestígios que possuímos acerca destes povos são de origem arqueológica, ou seja, vestígios físicos que resistiram ao tempo e ao massacre europeu.

Inicialmente os povos pré-colombianos agiam como nômades e se alimentavam por meio da caça e da coleta. Posteriormente dominaram agricultura, fazendo-a grande responsável pelo seu sustento. Plantavam itens como: abóbora, batata, milho, feijão e mandioca. Haviam diversos povos com culturas bem diferentes antes dos espanhóis chegarem, alguns deles até mesmo com império e grandes construções.

Construção Maia, México, Palenque - Incas, Astecas e Maias
Templo das Inscrições de Palenque (México) – Civilização Maia

Mesoamérica

Dois destes grandes povos, os Astecas e Maias, dividiam a região chamada de Mesoamérica, que hoje é equivalente aos países que vão do México até a Costa Rica. Nesta região ficavam grupos de sociedades que dividiam crenças religiosas, tecnologia, arte e arquitetura.

Mapa Império Asteca e Civilização Maia - Incas, Astecas e Maias
Mapa mesoamericano indicando a região que o Império Asteca e a civilização Maia ocupavam. Retirado de: https://goo.gl/PiwkFp

Registros arqueológicos apontam que este complexo cultural se formou entre 1800 a.C e 300 a.C. Fizeram grandes avanços nos estudos de astronomia, medicina, escrita, artes plásticas, engenharia, arquitetura e matemática. As cidades dessa região funcionavam como centro comercial, atraindo vendedores e compradores da região. Os povos mesoamericanos ainda desenvolveram idiomas próprios, sendo que os maias inventaram sua própria escrita.

Assista à revisão em vídeo do canal Historizando, produzido pela Tatiana?

Astecas

Os Astecas eram da região do atual México. A guerra era a atividade central deste povo. Dominavam outras cidades e as obrigavam a reconhecer sua autoridade política e militar e a pagar tributos. Desta maneira, o Império Asteca chegou a ter mais de 25 milhões de pessoas, um número bastante expressivo para aquela época.

O governo asteca era dividido em três pilares:

1) Oligarquia militar: o comando militar ficava centralizado na mão de um grupo específico.

2) Aristocracia: pessoas com títulos de nobreza

3) Sacerdócio: Líderes religiosos

O restante da população era designado como “agricultor-soldado”, ou seja, trabalhavam no campo cedendo parte de sua produção como tributo ao Imperador, mas também ficavam disponíveis para participar em momentos de guerra sempre que necessário. Outra parcela da população trabalhava na construção civil.

Maias

Acredita-se que a civilização maia surgiu por volta do ano de 2500 a.C, tendo atingido seu auge no século IX (901 d.C – 1000 d.C), alguns séculos antes dos europeus chegarem nas Américas.

Os maias podem ser definidos como um grande aglomerado de cidades independentes, que possuíam governo próprio e autônomo, ou seja, um grande grupo de cidades-Estado. A antiga área ocupada pela civilização maia corresponde aos países do México, Belize, Honduras, Guatemala e um pedaço de El Salvador, como você pode conferir na figura 2 logo acima.

As cidades maias eram governadas por chefes e a mudança ocorria de forma hereditária, de geração para geração. As terras ficavam nas mãos destes líderes, que exerciam funções políticas e religiosas, enquanto os camponeses trabalhavam nelas ficavam com apenas uma parte de sua produção

Os maias, assim como os outros povos pré-colombianos, tinham uma relação muito próxima com a natureza, procuravam compreender os corpos celestes para dar mais significado aos “desígnios divinos”. Através da astronomia e matemática, os maias estudavam os ciclos da natureza e, graças a isto, mediam precisamente as épocas para preparar o campo, cultivar e colher.

Nada melhor que um bom filme para ajudar a fixar o assunto, certo? A animação O caminho para El Dorado é uma excelente escolha para você utilizar os conhecimentos apreendidos deste texto e não esquecer nada sobre os pré-colombianos.

Império: forma de governo onde várias regiões têm seu governo centralizado na mão de apenas um soberano.

Civilização: forma de organização que reúne grupos étnicos semelhantes, mas que a forma de governo é descentralizada, e cada região é autônoma.

Incas

O Império Inca ocupava as áreas dos atuais Chile, Equador, Peru, Bolívia e Argentina.

Mapa Império Inca - Incas, Astecas e Maias
Mapa correspondente ao Império Inca. Retirado de: https://goo.gl/GpCG6P

Os governantes Incas dominavam diversos grupos étnicos (povos que têm a mesma língua, religião e costumes) e os forçavam a pagarem tributos controlando sua vida cotidiana, até mesmo por meio militar, se preciso.

O governo dos incas era centralizado no soberano e a sociedade era dividida em castas e possuía uma burocracia militar e sacerdotal bastante rígida.

Outras características dos Incas eram as grandes construções, a agricultura intensa e a criação de lhamas e alpacas.

Casta: um sistema tradicional, hereditário ou social de estratificação, respaldado pela lei e com base em classificações como a raça, a cultura, a ocupação profissional, a religião. Talvez você já tenha ouvido falar de castas na cultura indiana, que até hoje possuí este tipo de classificação.

Com a chegada dos europeus, a população dos incas e de outras civilizações pré-colombianas acabou reduzindo drasticamente. Especula-se diversas causas, como epidemias de doenças trazidas da Europa, os conflitos e, até mesmo, a dificuldade de produção agrícola.

Exercícios sobre os povos pré-colombianos para fixar a matéria:

1- (UGF/RJ) [adaptada] A civilização maia, floresceu na região que hoje corresponde ao(s):

a) Uruguai, Argentina e sul do Chile.

b) Paraguai e Bolívia.

c) Brasil e Venezuela.

d) Norte de Guatemala, Honduras Britânica e sudeste do México.

e) Andes peruanos.

Resposta: D

2- (UFSM-RS) [Adaptada] “Os guerreiros constituíam um dos grupos mais importantes na civilização asteca. No início, eram escolhidos entre os indivíduos mais corajosos e valentes do povo. Com o tempo, entretanto, a função de guerreiro começou a ser passada de pai para filho, e apenas algumas famílias, privilegiadas, mantiveram o direito de ter guerreiros entre os seus membros.” (KARNAL, Leandro. A conquista do México. São Paulo: FTD, 1996, p. 13.) O texto faz referência à sociedade asteca, no século XV, a qual era:

a) guerreira e sacerdotal, formada de uma elite política que governava com tirania a massa de trabalhadores escravos negros.

b) igualitária e guerreira, não conhecendo outra autoridade senão a sacerdotal, que também era guerreira.

c) comunal, com estruturas complexas, sendo dirigida por um Estado que contava com um aparelho administrativo, judiciário e militar.

d) hierarquizada e guerreira, visto que o Imperador era, ao mesmo tempo, o general do exército asteca e o sumo pontífice sacerdotal.

e) igualitária, guerreira e sacerdotal: todo guerreiro era um sacerdote e todo sacerdote era um guerreiro.

Resposta: D

3- (UFRJ) A civilização asteca tinha por centro a região que hoje corresponde:

a) ao México,

b) ao Caribe

c) ao litoral pacífico dos EUA

d) ao Peru

e) à Venezuela.

Resposta: A