A Escravidão, a Abolição e a Questão Racial: resumo Enem

Veja as origens da questão Racial no Brasil: a escravidão, a luta pela abolição, e os movimentos recentes de afirmação e de inclusão social e econômica. É tema de Redação Enem, e de Sociologia também.

Os temas da inclusão social pela educação e pelo acesso ao mercado de trabalho para populações com histórico de exclusão socioeconômica ou por origem étnica estão sempre na pauta do Enem. Veja agora no resumo de Sociologia  como uma questão racial pode ser trabalhada em diversos ângulos.

A Questão Racial

O Brasil foi uma das últimas nações a promover a Abolição da Escravidão. Desde o século XVI, no início da colonização portuguesa o trabalho escravo esteve presente no Brasil. Inicialmente com a captura de indígenas, e depois com o Tráfico Negreiro a partir da costa da África.

O fim do ciclo da escravidão no Brasil aconteceu apenas em 13 de maio de 1888, com a Lei Áurea proclamada pela Princesa Isabel no último ano do Brasil Império.

Publicidade

A longa Escravidão no Brasil

Foram três séculos e meio de escravidão durante todo o Brasil Colonial, e  em quase todo o Brasil Império, pois em 1889 aconteceu a Proclamação da República. O Tráfico Negreiro era também uma fonte de renda para os portugueses, e que mesmo após a proibição internacioal determinada pela Inglaterra em , continuou a ocorrer.

O Tráfico de Escravos

Veja agora no resumo com a professora Ana Cristina Peron, do canal do Curso Enem Gratuito, como era o processo desde a captura de nativos na própria África, a venda para os portugueses, e a viagem marítima em precárias condições até o Brasil:

A pesquisa que a professora Ana Cristina fez para este resumo está bem completa, e oferece uma visão ampla pra você. Se você quiser fazer uma revisão mais profunda, veja aqui uma aula especial sobre a Escravidão no Brasil.  Confira agora o final da Escravatura em nosso país:

A Léi Áurea em 1888

Porém, a Lei Áurea e por praticamente um século a seguir o país não criou políticas continuadas de inclusão socioeconômica dos ex-escravos e seus descendentes. Isso não aconteceu na Abolição em 1888, na Proclamação da República, em 1889, e nem depois nas diversas Constituintes, na Era Vargas, na Ditadura Militar ou no começo da Nova República, em 1985.

FHC e as Políticas Afirmativas

Foi somente em 1995, com a posse na Presidência da República do professor Fernando Henrique Cardoso, que foi estabelecido o primeiro grupo de trabalho nacional para estabelecer políticas afirmativas no país. Já tinham se passado 107 anos desde a Lei Áurea.

Surgiram com Fernando Henrique Cardoso a Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (SEPPIR); e o Programa Nacional de Direitos Humanos (PNDH). Em 2002 o Itamaraty (Ministério das Relações Exteriores) cria um programa educacional de preparação de negros ou afodescendentes para disputar vagas na carreira diplomática.

Ações Afirmativas nos governos Lula e Dilma

Desde o Governo de Fernando Henrique Cardoso e durante o governo do ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva diversas Universidades Públicas passaram a criar políticas próprias de inclusão social e/ou racial, com o estabelecimento de um quantitativo de vagas ou de bonificação de pontos nos processos seletivos.

Este movimento crescente conflui em 2012 para a aprovação da Lei de Cotas educacionais, Lei 12.711/2012, já no governo da ex-presidente Dilma Roussef. Esta lei criou condições diferenciadas e critérios sociais e raciais para o acesso de pelo menos 50% das vagas das instituições públicas federais de Ensino Superior e de Ensino Técnico.

Inclusão Social pela Educação

Esta Lei teve como premissa minimizar questões sociais e raciais ao promover a integração educacional, entendido como importante fator de promoção da ascenção social de pessoas autodeclaradas negras, pardas ou indígenas.

Além de vínculo de origem para os estudantes como ter estudado em  Escola Pública ou com as Bolsas de Estudo em escolas privadas, há critérios para contemplar também portadores de necessidades especiais, professores da Educação Básica, ou critérios regionais.

Resumo sobre o Racismo

Vídeo especial sobre o Racismo – Atualidades e tema de Redação Enem, realizado pela equipe do canal Curso Enem Gratuito. O conteúdo ajuda a você a se organizar para uma Redação e para responder questões objetivas também.

Valeu pra você o resumo sobre o Racismo? Para complementar a sua visão, veja aqui uma aula completa sobre a questão racial no Brasil antes de responder ao Simulado.

O Direito à Cidadania

Há muito tempo que povos e grupos sociais têm normas e códigos que instituem as regras que organizam cada sociedade.

Entretanto, tais normativas não costumavam tocar no assunto dos direitos humanos, da qualidade de vida e dos quesitos necessários para garantia de uma vida plena para seus integrantes.

A questão da defesa da cidadania e da instituição de alguns direitos básicos como pressupostos dessa vida cidadã só virou tema de leis e regulamentações com a constituição do Estado moderno.

Veja agora com a professora Heloísa, do canal do Curso Enem Gratuito, os fundamentos desenvolvidos nos últimos séculos e que são as bases da Declaração dos Direitos Humanos.

Muito boa esta abordagem da professora Heloísa. Agora é hora e testar os seus conhecimento.

Simulado sobre a Questão Racial

.

.

Compartilhe: