Atletas de alto rendimento e a epidemia do coronavírus

Ser um atleta de alto rendimento significa ter um condicionamento e um desempenho físico acima da média. Entenda nessa aula como eles conseguem tal rendimento.

Vem com a gente fomentar a questão do que são atletas de alto rendimento ou alta performance! Saiba também como a pandemia do novo coronavírus tem modificado a rotina dos atletas.

Quem nunca se admirou com o desempenho de atletas de alto rendimento? O máximo rendimento desportivo atrai público, movimenta patrocínios e alimenta o maior evento esportivo do planeta: os Jogos Olímpicos.

Mas, você sabe o que é alta performance? Sabe como os atletas fazem para manter seu alto rendimento? E a pandemia do novo coronavírus, como afetou o esporte? Saiba sobre isso e muito mais nesta aula de Educação Física.

Características de um atleta de alto rendimento

Para começar a nossa aula, primeiramente precisamos entender o que é ser um atleta de alto rendimento.

Basicamente, ser um atleta de alto rendimento ou alta performance significa ter um condicionamento e um desempenho físico acima da média.

Sendo assim, podemos dizer que as condições físicas e desportivas de um atleta de alto rendimento são os fatores determinante dos seus resultados.

Consequentemente, podemos imaginar que isso exige uma rotina diária de treino, acompanhada de alimentação adequada e suplementada com o devido acompanhamento nutricional.

Além disso, a utilização dos músculos também é fator importante no preparo físico de um atleta de alta performance, tanto na parte de contração como na explosão e elasticidade.

Musculatura de atletas de alto rendimento

Como dito acima, a musculatura do atleta precisa de cuidados especiais. Dessa maneira, exercícios físicos constantes fazem parte da rotina do atleta de alta performance de todas as modalidades.

A intensidade dos treinos e os exercícios dependem da modalidade praticada por cada atleta. Uma grande quantidade de massa muscular pode ser importante em uma luta como o boxe ou no arremesso de peso do atletismo.

Porém, uma grande massa muscular pode interferir na coordenação motora, diminuindo a velocidade do atleta.

Ainda assim, treinos cotidianos da musculatura são essenciais para a manutenção do alto rendimento. Isso porque, tanto a falta de treino, como o excesso desproporcional ao nível do atleta, pode ocasionar problemas ao mesmo.

Não é difícil acontecer casos de atletas afastados das competições em virtude de lesões pelo treinamento incorreto, ou até mesmo quando isso ocorre durante a competição.

Alta performance esportiva

Alta performance esportiva é um estilo de vida e uma profissão. Algumas pessoas são capazes de permanecer em alta performance por um longo período de sua vida. Porém, não é qualquer pessoa que consegue estabelecer isso como uma constante na sua rotina.

Isso porque, como dito acima, é necessária uma dedicação exclusiva aos treinos diários para se alcançar os resultados desejáveis. Os atletas de alta performance buscam não somente alcançar os resultados almejados, mas também superá-los. Isso acarreta não somente em um grande preparo físico, mas também mental.

Além disso, manter-se financeiramente em função do esporte em alguns países também é um desafio a ser superado por muitos atletas.

Isso porque, apesar de todo o glamour envolvido e de em muitos lugares do mundo atletas serem bem pagos para treinar dependendo da modalidade, em alguns países a situação é bem diferente.

É comum que atletas tenham que trabalhar duro no contra turno de seus treinamentos e, ainda tentar conseguir patrocínios para se manterem financeiramente.

Atletas de alto rendimento e a falta de treino em função da quarentena

Em 2020 vivemos a pandemia do coronavírus Covid-2019. Em função disso, autoridades e pesquisadores têm se unido para combater o vírus que, por enquanto, tem como única prevenção eficaz o isolamento social.

Sendo assim, estabelecimentos onde pode ocorrer a aglomeração de pessoas tiveram seu funcionamento restringido ou fecharam completamente.

Assim, além das inúmeras vítimas perdidas para a doença, as restrições impostas pela pandemia, abalaram a economia e fizeram com que diversos eventos fossem adiados, incluindo os Jogos Olímpicos.

Sendo assim, dá para imaginar que os atletas de alto rendimento não passaram ilesos pelos primeiros meses de 2020. Você já parou para pensar como ficou a rotina de vida e o treinamento de um atleta confinado?

Várias dificuldades surgiram para esses atletas. Imagine que, dependendo do esporte praticado, alguns profissionais chegam a treinar três vezes por dia.

Treinos esses que muitas vezes requerem muito espaço e equipamentos especiais. Também não podemos esquecer dos profissionais que fazem parte da rotina de um atleta de alta performance: educadores físicos, fisioterapeutas, massoterapeutas, psicólogos, técnicos.

Além disso, fazer a manutenção da musculatura, peso, condicionamento físico, agilidade, flexibilidade se tornaram problemas frequentes para os atletas. O confinamento sem o seu auxílio técnico, sem local para exercer suas atividades, faz com que manter o alto rendimento passe a ser um desafio quase que impossível sem treinamentos.

Consequências da pandemia para atletas de alto rendimento

Para entendermos melhor essas dificuldades, vamos tomar como exemplo a rotina diária de treino de um lutador profissional de MMA (mix de artes marciais).

Um lutador profissional de MMA normalmente pratica no mínimo dois tipos de lutas, quando não três. Isso porquê esses atletas precisam ter técnicas apuradas de trocas de chutes e socos, técnicas de quedas e técnicas de imobilização, o que fará do mesmo, digamos que, um lutador completo.

Tão importante quanto ao treinamento desportivo específico, também se destaca a questão da alimentação, o psicológico do atleta, manutenção de massa muscular e condicionamento físico.

A partir desta contextualização, você deve estar se perguntando: como manter o alto rendimento desse atleta com ele confinado?

Imagine como fica ainda mais difícil essa situação para os atletas que foram contaminados pelo vírus. Várias foram as declarações de atletas profissionais que testaram positivo para o Corona vírus e disseram terem sofrido bastante com os sintomas da doença. Alguns relataram, inclusive, que ficaram bastante fragilizados perante a situação.

A partir dessas declarações, podemos perceber que a prática desportiva ajuda  muito na manutenção da saúde do indivíduo, porém não o torna uma pessoa livre de contrair alguma enfermidade.

Atletas que testaram positivo para o covid 19

Os primeiros casos de atletas de alto rendimento que testaram positivo para o coronavírus começaram a surgir no início do mês de março, quando as medidas de isolamentos começaram a serem implementadas pelos órgãos competentes. O primeiro caso no Brasil foi o do jogador Maique, pivô da seleção de basquetebol.

Ao longo do tempo a lista de atletas de alto rendimento que testaram positivo para o coronavírus aumentou bastante, passando por jogadores de futebol e atletas de várias modalidades por todo o mundo.

Dessa forma, de uma maneira mais abrangente, podemos perceber que o fato de atletas saudáveis ficarem sem poder treinar faz com que haja uma disparidade na questão treinamento, condicionamento, performance e saúde do indivíduo.

Uma das consequências disso foi a suspensão das competições oficiais e também a decisão do COI (Comitê Olímpico Internacional) pelo adiamento dos Jogos Olímpicos de 2020 para 2021.

Para saber mais sobre o adiamento dos Jogos Olímpicos, veja esta reportagem do Jornal O Globo.

Texto produzido pelo professor Arilson Daniel Soares Costa. Arilson é formado em Educação física e pós-graduado em Educação Inclusiva Especial. Atualmente leciona em academias e em cursos superiores da região da Grande Florianópolis.

Sobre o(a) autor(a):

Texto produzido pelo professor Arilson Daniel Soares Costa. Arilson é formado em Educação física e pós-graduado em Educação Inclusiva Especial. Atualmente leciona em academias e em cursos superiores da região da Grande Florianópolis.