Interpretação textual de diversos gêneros

E na hora de interpretar um texto em inglês, você sabe por onde começar? Confira um passo a passo que vai simplificar a sua vida na hora da interpretação!

Aprenda neste post diversas dicas para você melhorar a sua interpretação textual em inglês! Quando nos deparamos com um texto em língua estrangeira, geralmente a primeira reação é sair em busca de palavras que conhecemos em todo o texto para criar alguma forma de raciocínio lógico.

Porém, devido à necessidade de controle de tempo no vestibular, essa estratégia aplicada de forma vaga pode levar a mais ansiedade. Para evitar esse “efeito colateral”, temos algumas dicas para te ajudar na compreensão dos textos da prova de língua estrangeira e na identificação das informações que você deve extrair dele. Vamos lá?

Dica de interpretação textual em inglês: leia as perguntas primeiro

Na prova de inglês do Enem, comece cada questão lendo as perguntas. Assim, você já sabe qual informação deve buscar no texto e a chance de ficar perdido é bem menor. Vamos a um exemplo prático.

Interpretação 1

1. O que Calvin está fazendo está fazendo?

  • Sua lição de casa.
  • Uma prova.
  • Um trabalho.
  • Conversando com Hobbes.
  • D.A.

2. Calvin faz uma crítica:

  • Ao Plymouth Rock.
  • Aos Pilgrims.
  • Apenas à sua professora.
  • Ao sistema escolar.
  • À prova.

Nesse exercício, buscar vocabulário relacionado às perguntas é mais importante do que compreender o texto em seus detalhes. Observe: no primeiro exercício, questiona-se o que Calvin está fazendo. Atente-se que no primeiro quadrinho e terceiro aparece a palavra “test” que seria cognato para “teste” ou “prova”. Logo, podemos selecionar a alternativa A sem ter de tentar traduções desesperadas.

Já no exercício 2, pergunta-se a quem direciona-se a crítica de Calvin. Ao ler o texto, podemos destacar as palavras “memorized” (memorizei), “test” (prova), manipulate (manipular), system (sistema). Assim, percebe-se que Clavin trabalha com um contexto amplo para realizar a sua crítica dentro do âmbito escolar, o que  nos direcionaria para a letra D.

Atenha-se ao texto

Interpretação 2

Assinale a alternativa correta:

  1. O gráfico não está relacionado ao aquecimento global.
  2. O gráfico não fala sobre poluição.
  3. O gráfico aborda os tipos de energia.
  4. O gráfico tem como tema meios de transporte.
  5. Os gráfico menores não estão diretamente relacionados ao maior.

Ao ler um gráfico, procuramos entender cada informação para criar uma imagem global sobre o assunto tratado. Porém, ao trabalhar com um gráfico em língua estrangeira, devemos primeiro analisar as características globais do gênero para então, analisar informações isoladas se necessário.

O título trabalha com o conceito de “gas emission by sector”, o que de forma próxima ao português seria “emissão de gás por setor”. Logo, podemos facilmente relacionar o fenômeno abordado ao efeito estufa, mesmo sem saber o que significa “greenhouse effect’.

Isso faz com que “power station” (estações de energia), “industrial processes” (processos industriais), “agricultural bioproducts” (produtos agrícolas) sejam subtemas do gráfico abordados em um aspecto, ou seja, na emissão de gases. Portanto, a alternativa correta seria a letra B. Isso significa que mesmo que você não conheça as palavras “land” (terra) ou “fuel” (combustível), está tudo bem. Atenha-se apenas ao que o texto afirma e questiona, não tente interpretar todos os detalhes em uma prova de vestibular.

Treine sua interpretação textual em inglês com vocabulário

Interpretação 3

A partir do poema, pode-se afirmar que:

  1. A sonoridade das palavras não é importante para a sua construção.
  2. Ele mostra como a formação do plural em inglês pode ser fácil.
  3. O poema utiliza apenas palavras que realmente existem em língua inglesa.
  4. É possível identificar o nome do autor.
  5. Não existem rimas.

Sabendo um pouco sobre o gênero poesia, já é possível desconfiar das alternativas A e E, uma vez que havendo versos regulares, a chance de haver rimas, aliterações (repetição de consoantes de mesmo som), assonância (repetição de vogais de mesmo som) ou paronomásias (palavras com o mesmo som, mas significados diferentes) é muito grande.

Ademais, observe o título “English is hard”. Conhecendo a palavra “hard” (difícil), também podemos desconsiderar a alternativa B, o que mostra como estudar textos com o dicionário pode ser útil para adquirir vocabulário.

Mas sem tentar dominar o mundo, ok? Adquira vocabulário de forma gradual, por meio de músicas, vídeos, séries. Eu pessoalmente indico o site TvOroro, onde você pode assistir a séries com legendas em português e inglês ao mesmo tempo, além de poder também desacelerar as cenas para compreender melhor.

Tópico Frasal

J. K. Rowling to pen first novel for adults
Author J. K. Rowling has announced plans to publish her first novel for adults, which will be “very different” from the Harry Potter books she is famous for.The book will be published worldwide although no date or title has yet been released. “The freedom to explore new territory is a gift that Harry’s success has brought me,” Rowling said.All the Potter books were published by Bloomsbury, but Rowling has chosen a new publisher for her debut into adult fiction. “Although I’ve enjoyed writing it every bit as much, my next book will be very different to the Harry Potter series, which has been published so brilliantly by Bloomsbury and my other publishers around the world,” she said, in a statement. “I’m delighted to have a second publishing home in Little, Brown, and a publishing team that will be a great partner in this new phase of my writing life.”Disponível em: www.bbc.co.uk. Acesso em: 24 fev. 2012 (adaptado).

Ao ler o tópico frasal (a primeira frase de cada parágrafo), conseguimos resumir de que se trata cada um sem ter de fazer uma leitura mais minuciosa.

Por exemplo, o primeiro tópico frasal tem as palavras “publish”, “novel”, “adults”, o que – conhecendo a autora de Harry Potter – pode nos levar a crer que ela pretende lançar um livro para adultos. Já nos parágrafos seguintes, há “worldwide” e “new publisher”; o que indica a publicação com novas editoras em todo o mundo. Percebe? Já economizamos um tempo preciso!

Para terminar, revise a interpretação textual em inglês com essa videoaula:

Exercícios para treinar sua interpretação textual em inglês

1. Read the text.

To live the longest and healthiest life possible, get smarter. Institute for Health Metrics and Evaluation (IHME) data show that past a certain threshold, health and wealth are just weakly correlated. However, overall health is closely tied to how many years people spend in school. Mexico, for instance, has a fifth the per capita gross domestic product (GDP) of the United States, but, for women, more than 50 percent of the latter’s schooling.

In line with the trend, Mexico’s female adult mortality rate is only narrowly higher. Vietnam and Yemen have roughly equivalent per capita GDP. Yet Vietnamese women average 6.3 more years in school and are half as likely to die between the ages of 15 and 60. “Economic growth is also significantly associated with child mortality reductions, but the magnitude of the association is much smaller than that of increased education,” comments Emmanuela Gakidou, IHME’s director of education and training. “One year of schooling gives you about 10 percent lower mortality rates, whereas with a 10 percent increase in GDP, your mortality rate would go down only by 1 to 2 percent.”

Discover, May 31, 2013. Adaptado. De acordo como texto, “about 10 percent lower mortality rates” é resultado de

a) “10 percent increase in GDP”.

b) “child mortality reductions”.

c) “equivalent per capita GDP”.

d) “economic growth”.

e) “one year of schooling”.

2. A wave of anger is sweeping the cities of the world.

Interpretação 4

The protests have many different origins. In Brazil people rose up against bus fares, in Turkey against a building project. Indonesians have rejected higher fuel prices. In the euro zone they march against austerity, and the Arab spring has become a perma-protest against pretty much everything.

Yet just as in 1848, 1968 and 1989, when people also found a collective voice, the demonstrators have much in common. In one country after another, protesters have risen up with bewildering speed. They tend to be ordinary, middle-class people, not lobbies with lists of demands. Their mix of revelry and rage condemns the corruption, inefficiency and arrogance of the folk in charge.

Nobody can know how 2013 will change the world – if at all. In 1989 the Soviet empire teetered and fell. But Marx’s belief that 1848 was the first wave of a proletarian revolution was confounded by decades of flourishing capitalism and 1968 did more to change sex than politics. Even now, though, the inchoate significance of 2013 is discernible. And for politicians who want to peddle the same old stuff, news is not good.

The Economist, June 29, 2013. Adaptado.
Ao comparar os protestos de 2013 com movimentos políticos passados, afirma-se, no texto, que

a) nem sempre esses movimentos expressam anseios coletivos.
b) as crenças de Marx se confirmaram, mesmo após 1848.
c) as revoltas de 1968 causaram grandes mudanças políticas.
d) não se sabe se os protestos de 2013 mudarão o mundo.
e) mudanças de costumes foram as principais consequências de movimentos passados.

GABARITO

  1. E
  2. D