Medidas de capacidade e de volume

Costuma se confundir na hora de trabalhar com capacidades e volumes? Nessa aula você vai entender um pouco mais o que significa cada termo e como efetuar as conversões. Vamos lá!

Ao ouvir falar de capacidade, fazemos relação com as qualidades e habilidades de uma pessoa.  A partir disso, você pode fazer uma conexão com a capacidade das pessoas e dos objetos. Nesse caso, um objeto ter capacidade significa que ele tem potencial para comportar, conter ou acomodar alguma substância ou material. A capacidade de um objeto ou recipiente nada mais é do que a medida do volume que o mesmo consegue comportar. Vamos entender melhor juntos como funciona essa relação e as unidades de medidas de capacidade e volume? Vem comigo!

medidas de capacidade
Figura 1: copo medidor com capacidade de até 600 ml

 

Conhecendo unidades de capacidade

O litro é a unidade fundamental das medidas de capacidade, mas você sabe o que isso representa? Imagine um cubo de qualquer material. Esse cubo deve ter aresta igual a 1 decímetro, ou seja, 10 centímetros. Você sabe também que para um poliedro ser considerado um cubo é preciso que todas as suas arestas possuam o mesmo tamanho.

Ao invés de imaginar, que tal dar uma olhadinha na imagem abaixo para entender melhor o que estou querendo dizer:

medidas de capacidade
Figura 2: Na imagem vemos um desenho de um cubo com arestas de 1dm (10 centímetros). Dentro do cubo está sendo despejado um líquido branco que sai de uma garrafa onde está escrito “1 litro”.

 

As medidas de capacidade que esse cubo comporta representam as unidades usadas para definir o volume em seu interior. Como o volume de um cubo é calculado elevando-se a medida das arestas ao cubo, temos que

medidas de capacidade

Agora você deve estar se perguntando qual a diferença entre volume e capacidade, não é mesmo? Bem, o que difere é algo bem simples, mas que faz toda a diferença: são as unidades de medida! A capacidade é dada em litros (e seus múltiplos e submúltiplos que veremos a seguir) e o volume é dado em decímetros cúbicos (ou outras unidades de comprimento elevadas ao cubo).

Embora o litro seja a unidade fundamental definida pelo sistema internacional, também é importante conhecer os seus múltiplos que são quilolitro (kL), hectolitro (hL) e decalitro (daL). E os seus submúltiplos que são decilitro (dL), centilitro (cL) e o mililitro (mL). No próximo tópico veremos como fazer a mudança entre essas unidades de medidas de capacidade.

Conversão de unidades de capacidade

A padronização de que 1 litro é igual a 1 decímetro cúbico facilita na hora de efetuar conversões entre as unidades de medida de capacidade. O sistema padrão de capacidade é decimal, logo, a transformação entre múltiplos e submúltiplos do litro são feitas multiplicando ou dividindo por 10. Observe a tabela abaixo:

Essa tabela já é uma velha conhecida em se tratando de conversões de quaisquer medidas, mas você sabe como ela funciona? Bem, veja o exemplo a seguir.

Exemplo 1: vamos transformar 1400 mL em L.

Perceba que para converter mL em L precisamos dividir três vezes por 10, logo:

1400 mL dividido por 10 = 140 cL

140 cL dividido por 10 = 14 dL

14 dL dividido por 10 = 1,4 L

Então, 1400 mL é igual a 1,4 L

Exemplo 2: vamos converter 2,3 daL em cL.

Embora os submúltiplos do Litro não sejam comumente utilizados, é importante entender o que eles representam. Para converter daL em cL é preciso multiplicar 3 vezes por 10.

2,3 daL vezes 10 = 23 L

23 L vezes 10 = 230 dL

230 dL vezes 10 = 2300 cL

Transformar uma unidade de medida de capacidade em um múltiplo ou submúltiplo nem sempre é o suficiente para chegar em bons resultados. Por isso é importante conhecer também as medidas de volume.

Conhecendo unidades de volume

Como dito anteriormente, o que difere capacidade de volume é a unidade pela qual é representado. Na matemática, ouvimos muito falar de volume, principalmente em geometria espacial. Através desse ramo da matemática, é possível calcular o volume de qualquer objeto, desde que se conheça suas medidas de comprimento. Sendo assim, as medidas de volume representam o espaço que um determinado corpo ou substância ocupa.

A unidade de medida padrão do volume, determinada pelo SI, é o metro cúbico (m3). Seus múltiplos são o quilometro cúbico (km³), hectômetro cúbico (hm³), e decâmetro cúbico (dam³) e seus submúltiplos são o decímetro cúbico (dm³), o centímetro cúbico (cm³) e o milímetro cúbico (mm³).

Conversão de unidades de volume

Para efetuar conversões de unidade de volume basta estar atento pois, ao se tratar de unidades elevadas ao cubo, na conversão, temos que multiplicar ou dividir por 10 ao cubo. Observe a tabela:

 

Exemplo 3: converter 0,56 m³ em cm³

Para converter de metros cúbicos para centímetros cúbicos, basta multiplicar duas vezes por 10 ao cubo, então:

0,56 m³ vezes 10³ = 0,56 x 1000 = 560 dm³

560 dm³ vezes 10³ = 560 x 1000 = 560.000 cm³

Ou seja, 0,56m³ equivale a 560000 cm³

Você vai se deparar com situações em que será necessário transformar uma unidade de medida de volume para uma unidade de medida de capacidade, ou vice-versa, para facilitar seus cálculos. Nesses casos, basta você lembrar das seguintes relações:

  • 1 m³ = 1000 L (um metro cúbico é igual a mil litros)
  • 1 dm³ = 1L (um decímetro cúbico é igual a um litro)

Exemplo 4: converter 14 metros cúbicos em litros.

Fazendo regra de três, temos:

Logo, 14 m³ equivalem a 14.000 Litros

Gostou da aula sobre medidas de capacidade? Ficou com dúvidas? Dá uma olhadinha aqui no vídeo do professor Rafael e acabe com elas!

Exercícios

 Questão 01)     

Um reservatório de uma distribuidora de gás tem capacidade para 88,4 m3 do produto. Sabendo-se que o botijão, usado nas cozinhas, vem embalado na forma líquida (transformando-se em gás depois) e que cada botijão tem capacidade para 13 litros, a capacidade total do reservatório da distribuidora equivale a

a) 110 botijões de gás.

b) 010 botijões de gás.

c) 900 botijões de gás.

d) 880 botijões de gás.

e) 800 botijões de gás.

 

Gab: E

 

Questão 02)    

Em alguns países anglo-saxões, a unidade de volume utilizada para indicar o conteúdo de alguns recipientes é a onça fluida britânica. O volume de uma onça fluida britânica corresponde a 28,4130625 mL.

A título de simplificação, considere uma onça fluida britânica correspondendo a 28 mL.

Nessas condições, o volume de um recipiente com capacidade de 400 onças fluidas britânicas, em cm3, é igual a

a) 11 200.

b) 1 120.

c) 112.

d) 11,2.

e) 1,12.

 

Gab: A

 

Questão 03)    

Uma caixa d´água, cuja capacidade é 5m³, contém um volume de água correspondente a 75% dessa capacidade. Quantos litros de água seriam necessários para enchê-la totalmente?

a) 37 750

b) 2 250

c) 475

d) 375

e) 1250

 

Gab: E

 

Sobre o(a) autor(a):

Os textos e exemplos de apresentação desta aula foram preparados pela professora Andréia Zanchetti para o Blog do Enem. Andréia é formada em Matemática pelo IFRS e possui mestrado pela FURG.