As atividades agrárias no Brasil

Atualmente o agronegócio brasileiro é forte e é voltado para o mercado externo. Você sabe como as atividades agrária se distribuem pelo Brasil?

As atividades agrárias e a produção agrária do Brasil são comandadas pelo agronegócio que nada mais é que o conjunto das atividades agrícolas, mais especificamente, a agricultura e a pecuária. O agronegócio diz respeito também aos equipamentos utilizados para estas atividades e o processamento industrial dos produtos.

mecanização da produção agrária brasileira
Figura 1: Imagem representando a mecanização e a utilização de agrotóxicos na produção de soja. Fonte: https://www.olivre.com.br

 

Produção agrária do Brasil

Nas últimas décadas, a produção agrária do Brasil tornou-se completamente voltada à produção em massa de commodities para o mercado externo. Os commodities são produtos que possuem pouco valor agregado, ou seja, produtos que não sofrem processo de alteração antes de serem comercializados. O Brasil é o terceiro maior exportador de commodities.

Aproximadamente 70% dos produtos exportados pelo Brasil, são do setor agropecuário (setor primário). Produtos como a carne bovina, o açúcar, o suco de laranja e o café, são produtos que estão em alta em relação a exportação brasileira.

setores da economia resumo
Figura 2: Resumo dos setores da economia. Fonte: https://slideplayer.com.br/slide/6153360/

 

Soja – principal produto brasileiro

A soja, tão falada entre a população brasileira e também na economia, apesar de ser produzida em uma quantidade absurda no território brasileiro, no mercado externo, perde para os Estados Unidos, ocupando o segundo lugar na produção mundial.

Segundo dados da Companhia Nacional de Abastecimento (CONAB), na safra de 2017 até o mês de maio de 2018, o Brasil produziu 116,996 milhões de toneladas de soja, enquanto os Estados Unidos, produziu 119,518 milhões de toneladas.

A produção de soja no agronegócio brasileiro possui destaque por conta de sua produção absurdamente grande. Ainda segundo dados da CONAB (maio de 2018), o Brasil apresentava 35,100 milhões de hectares destinados a plantação de soja. Hoje, isso possivelmente já mudou e aumentou, pois este setor da agricultura está em constante crescimento.

Os maiores produtores de soja no Brasil são os estados do Paraná e do Mato Grosso, totalizando 47,4% da produção nacional. Atualmente, a cultura de soja vem se expandindo para o norte do país, o que tem levantado novamente a questão do desmatamento da floresta amazônica e a discussão sobre o direito à terra.

A soja é utilizada como base de muitos alimentos industrializados que estão todos os dias na mesa da população brasileira, o que acaba trazendo a discussão do agronegócio para a saúde também, uma vez que a soja é um produto transgênico e com alto teor de agrotóxicos. A utilização de agrotóxicos pelos produtores tem o intuito de diminuir a quantidade de pragas nas plantações, porém causa grandes problemas.

Além dos problemas de saúde pública, o plantio de soja é responsável também por problemas ambientais, como o desmatamento, já que para realização do plantio é necessário desmatar a vegetação original da área que será utilizada.

O cerrado brasileiro é o bioma que mais sofre com o plantio de soja, já que neste é possível encontrar uma das maiores biodiversidades do mundo.

Pecuária Brasileira

Em relação a pecuária brasileira, os maiores rebanhos de gado encontram-se nas regiões centro-oeste, norte e sudeste. Porém, apesar da grande produção, o Brasil encontra-se em segundo lugar mundial também. Perdemos em quantidade de carnes produzidas somente para os Estados Unidos, assim como a soja. Em relação à exportação de gado, o Brasil encontra-se como líder.

Em 2017, segundo dados da Produção da Pecuária Municipal (PPM), o país possuía um rebanho de 214,9 milhões de cabeças de gado e 30% de toda essa carne é exportada, o restante é destinado ao mercado interno. Entre os principais produtores, temos estados como: Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, São Paulo e Goiás.

Tendências do agronegócio brasileiro

Para os próximos anos, a tendência da produção agrária do Brasil, é que cada vez mais a produção de commodities aumente. Dessa maneira, provavelmente haverá aumento das terras utilizadas para agricultura destinadas ao plantio destes commodities.

Essa produção desenfreada de commodities, promovida pelos grandes empresários do agronegócio, diretamente as bancadas políticas brasileiras, pode causar sérios problemas internos para o Brasil.

Com a priorização de produtos destinados à exportação, cada vez mais estará em falta no mercado brasileiro os produtos básicos para alimentação, que no Brasil, são produzidos pela agricultura familiar e movimentos como o Movimento Sem Terra (MST).

O agronegócio vem tomando proporções gigantescas e é responsável por tomar as terras de quem produz o básico da alimentação brasileira. Todo esse processo acontece de forma gananciosa e sem pensar nos problemas futuros que isto pode trazer para o país.

Continue estudando sobre a produção agrária do Brasil com esta aula:

Questões

.

Sobre o(a) autor(a):

Este texto foi elaborado pelo geógrafo e professor de Geografia Marcelo de Araújo para o Curso Enem Gratuito. Marcelo é formado em Geografia (licenciatura) pela Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC). Atualmente trabalha como autônomo. https://www.facebook.com/mdearaujo22