Sais: o que são, características e classificação

Os sais possuem características específicas e são muito utilizados no nosso cotidiano. Eles podem ser usados na alimentação, como o cloreto de sódio (NaCl), que é o sal de cozinha, e o bicarbonato de sódio (NaHCO3) que pode ser usado como fermento e como antiácido estomacal.

Também encontramos sais nos materiais de construção, como o carbonato de cálcio (CaCO3) presente no mármore e o sulfato de cálcio (CaSO4), que está presente na composição do gesso e do giz escolar. Nesta aula de Química para o Enem você vai aprender a reconhecer os sais e relembrar suas propriedades. Vem com a gente!

Sais

Os sais fazem parte das funções inorgânicas (junto dos ácidos, bases e óxidos). São compostos iônicos formados por um cátion proveniente de uma base e um ânion proveniente de um ácido.

As principais características dos sais são:

a) Possuem sabor salgado;

b) São sólidos à temperatura e pressão ambiente (25ºC e 1 atm);

c) Conduzem a corrente elétrica quando estão em solução ou fundidos (encontram-se no estado líquido);

d) Sofrem fusão e ebulição em altas temperaturas.

Arrhenius também estudou os sais, assim como os ácidos e as bases. Segundo ele, sal é toda substância que sofre dissociação e produz um cátion diferente do H+ e um ânion diferente do OH.

Reação de Neutralização – Formação dos Sais

Os sais são formados a partir da reação de um ácido com uma base. Essa reação é denominada reação de neutralização e produz sal e água. Para entendermos melhor, vamos usar como exemplo a seguinte reação:

HCl  +    NaOH      →    NaCl   +  H2O

HCl (ácido) – ácido clorídrico

NaOH (base)  – Hidróxido de sódio

NaCl (sal) – cloreto de sódio

Para entender como o sal se forma, precisamos entender quem se liga a quem na reação mostrada acima. Vamos lá:

a) O cátion H+ do ácido se liga ao ânion OHda base, formando a molécula de água.

b) O ânion cloro (Cl) do ácido se liga ao cátion (Na+) da base, formando o sal.

Nomenclatura dos Sais

A nomenclatura dos sais será formada a partir do nome do ácido que o originou, alterando a terminação do nome do ácido e acrescentando sufixos conforme a tabela abaixo:

terminação do ácido:                                      terminação do ânion:
ídrico eto
ico ato
oso ito

 

Podemos nomear: nome do ânion do ácido de origem + terminação eto/ato/ito  + de + nome do cátion da base de origem.

Agora voltando na equação acima, vamos nomear o sal formado:

HCl  +    NaOH      →    NaCl   +  H2O

Nome do ácido: ácido clorídrico (retirando a terminação ídrico) iremos escrever cloreto de. Agora procuramos o cátion da base, que no caso é o sódio. Então teremos o nome do sal: cloreto de sódio.

Vamos nomear mais alguns sais?

CaF2 = o F2 é derivado do ácido fluorídrico (HF), assim o nome do sal será = fluoreto de cálcio.

KNO2 = o NO2 é derivado do ácido nitroso (HNO2), assim o nome do sal será = nitrito de potássio.

CaSO4 = o SO4 é derivado do ácido sulfúrico (H2SO4), assim o nome do sal será = sulfato de cálcio.

Atenção: FeSO4 = o SO4 é derivado do ácido sulfúrico (H2SO4) com 2 cargas negativas, e o ferro faz parte da base Fe(OH)2, com 2 cargas positivas. O nome do sal será = sulfato ferroso ou sulfato de ferro II (lembrar que o ferro pode ser: +2 e  +3)

FeCl3 = o cloro veio do ácido clorídrico (HCl), e o ferro faz parte da base Fe(OH)3. As cargas estão desiguais, temos que igualar as cargas, assim, as 3 cargas do ferro vão para o  cloro, ficando FeCl3. O nome do sal será = cloreto férrico ou cloreto de ferro III.

Classificação dos Sais

Os sais podem ser classificados em neutros, básicos, mistos, ácidos, hidratados. Veja as características de cada um:

a) Sal neutro: resulta da neutralização total de um ácido e uma base, ou seja, não se formam íons H+ e OH.

Exemplos: NaCl (cloreto de sódio ) e K2CO3  (carbonato de potássio)

A nomenclatura será igual a vista anteriormente.

b) Sal básico: (hidroxi-sal): ocorre quando há OH na fórmula. Normalmente há 2 ânions e um cátions na formulação.

Exemplo: BaOHCl = monohidroxicloreto de bário.

A nomenclatura ficará dessa maneira: prefixo que indica o número de hidroxilas  +  hidroxi  + nome do ânion do hidrogênio  +  de  +   nome do cátion.

c) Sal ácido: (hidrogeno – sal): ocorre quando há hidrogênio na fórmula, normalmente há 2 cátions e 1 ânion na formulação.

Exemplo: FeHPO4 = monohidrogenofosfato de ferro.

A nomenclatura: prefixo que indica o número de hidrogênios ligados ao ânion +   nome do ânion   + de +  nome do cátion.

d) Sal misto: formado por 2 cátions ou 2 ânions diferentes do H+ e do OH.

Exemplo: NaLiSO4 = sulfato de sódio e lítio

CaClBr =  cloreto brometo de cálcio

e) Sal hidratado: composto que contém água na composição.

Exemplo: CaSO4 . 2 H2O ( sulfato de cálcio di-hidratado)

CuSO4 . 5 H2O = sulfato de cobre II penta-hidratado

A nomenclatura: nome do sal + prefixo que indica a quantidade de moléculas de H2O + hidratado.

f) Alúmen: formados por 2 cátions: um monovalente com carga +1, e outro trivalente com carga +3, e um único ânion (SO4-2) e a água de cristalização.

Exemplo: KAl(SO4)2 . 12 H2O = sulfato de potássio e alumínio dodeca-hidratado.

Os sais também podem ser classificados de acordo com a sua solubilidade em água:

a) Sais solúveis: dissociam em água, sendo bons condutores de corrente elétrica.

b) Sais insolúveis: esses sais possuem baixa solubilidade em água, ou seja, uma quantidade muito pequena acaba sendo dissolvida na água. Por isso, eles também são maus condutores de corrente elétrica.

Infelizmente, para saber se um sal é solúvel ou não, é necessário ter conhecimento da tabela abaixo, pois não existe uma fórmula capaz de calcular sua solubilidade. É importante destacar também que dificilmente o Enem ou os vestibulares darão essa tabela. Portanto, dica: tente memorizar os principais Sais e sua solubilidade para ganhar tempo nas provas!

tabela com sais solúveis
Tabela com sais solúveis e insolúveis. Fonte: mundoeducacao.bol.uol.com.br

Para continuar estudando o assunto e aumentando seus conhecimentos, veja o vídeo abaixo:

Vamos fazer um exercício juntos(as) antes de resolver algumas questões sozinho(a)?

(UFRJ-2009) Na reação de neutralização total do ácido sulfídrico (H2S) com o hidróxido de potássio, há formação de sal e água. A fórmula e o nome correto deste sal são, respectivamente:

a) K2SO4 e sulfato de potássio

b) K2SO3 e sulfito de potássio

c) kS e sulfeto de potássio

d) K2S e sulfeto de potássio

resolução: primeiro, precisamos montar a equação química para visualizar o que está acontecendo:

H2S   +   2 KOH     →       K2S            +   2 H2O

Note que balanceamos a equação para que os coeficientes ficassem certos e chegássemos na nossa reação correta. Após esse procedimento, podemos notar que o ânion do ácido se liga ao cátion da base formando o sal: K2S (sulfeto de potássio).

Gabarito: D

Exercícios para resolver sozinho(a):

TEXTO: 1 – Comum à questão: 1    

Estima-se que cerca de um bilhão de pessoas sofram com a falta de água potável no mundo. Para tentar combater esse tipo de problema, uma empresa desenvolveu um purificador de água distribuído na forma de um sachê que é capaz de transformar dez litros de água contaminada em dez litros de água potável. Os principais componentes do sachê são sulfato de ferro (III) e hipoclorito de cálcio.

Para purificar a água, o conteúdo do sachê deve ser despejado em um recipiente com dez litros de água não potável. Depois é preciso mexer a mistura por cinco minutos, para ocorrer a união dos íons cálcio (Ca2+) e dos íons sulfato (SO42–), produzindo sulfato de cálcio, que vai ao fundo do recipiente juntamente com a sujeira. Em seguida, a água deve ser passada por um filtro, que pode ser até mesmo uma camiseta de algodão limpa. Para finalizar, deve-se esperar por 20 minutos para que ocorra a ação bactericida dos íons hipoclorito, ClO1–.

Assim, em pouco tempo, uma água barrenta ou contaminada se transforma em água limpa para o consumo.

<http://tinyurl.com/y7gdw9qx>
Acesso em: 13.11.2017. Adaptado.

Questão 01 – (FATEC SP/2018)    

Assinale a alternativa que contém a fórmula correta do sulfato de cálcio

a) Ca(SO4)2

b) Ca3(SO4)2

c) CaSO4

d) Ca2SO4

e) Ca4SO

Gab: C

Questão 02 – (UFPA/2010) Entre os nutrientes inorgânicos indispensáveis aos vegetais, estão o nitrogênio (crescimento das folhas), o fósforo (desenvolvimento das raízes) e o potássio (floração). Por isso, na fabricação de fertilizantes para o solo, são empregados, entre outros, os compostos: KNO3, Ca3(PO4)2 e NH4Cl, que são, respectivamente:

a) nitrito de potássio; fosfito de cálcio; clorato de amônio

b) nitrato de potássio; fosfato de cálcio; cloreto de amônio

c) nitrito de potássio; fosfito de cálcio; clorato de amônio

d) nitrato de potássio; fosfeto de cálcio; cloreto de amônio

Gab: B

Questão 03 – (UFRGS/2011) Um sensor químico desenvolvido por uma universidade norte-americana é usado para detectar compostos de enxofre, tais como o sulfito ferroso e o ácido sulfuroso, provenientes de vulcões marinhos. Tais compostos podem ser úteis para indicar a presença de tipos de bactérias utilizadas na fabricação de certos medicamentos. As fórmulas químicas do sulfito ferroso e do ácido sulfuroso são, respectivamente:

a) FeSO3 e H2S

b) FeSO3 e H2SO3

c) Fe2S3 e H2SO3

d) FeSO4 e H2SO4

Gab: B

Questão 04 – (Vunesp-SP) O líquido de Dakin, utilizado como antisséptico, é uma solução diluída de NaClO, ou seja:

a) clorito de sódio

b) perclorato de sódio

c) hipoclorito de sódio

d) clorato de sódio

Gab: C

Sobre o(a) autor(a):

Texto elaborado por Roseli Prieto, professora de Química e Biologia da rede estadual de São Paulo. Já atuou em diversas escolas públicas e privadas de Santos (SP). É Gestora Ambiental e Especialista em Planejamento e Gestora de cursos a distância.