Prefixos e Sufixos

Vem com a gente revisar os prefixos e sufixos para melhorar sua interpretação de textos e gabaritar as questões de Línguas no Enem e nos vestibulares!

Nas áreas da ortografia e da morfologia estudamos os prefixos e sufixos. Eles têm o poder de modificar os radicais que formam as palavras, dando novo sentido a elas.

Conhecer a origem desses morfonemas e seus usos pode te ajudar muito na interpretação de textos. Então, revise os sufixos e prefixos nesta aula de Português para o Enem e vestibulares!

Prefixos

Na grande área gramatical da Ortografia existe o estudo dos prefixos das palavras (radical que vem na frente da palavra). Saber o significado dos prefixos e dos sufixos é primordial para o entendimento do significado de certas palavras e expressões.

Prefixos são morfemas que estão antes dos radicais nas palavras. Basicamente eles têm a função de modificar o sentido desses radicais. Em alguns casos, os prefixos podem até mesmo produzir uma mudança de classe gramatical.

A maioria dos prefixos que aparecem nas palavras portuguesas, como da língua portuguesa brasileira, se originam do latim e do grego. Estas línguas funcionavam como vocábulos autônomos, por exemplo, como preposições ou advérbios.

Alguns prefixos possuem grande importância nas formações de novas palavras e em palavras já existentes na língua.

Leia, abaixo, as palavras formadas com prefixos de origem latina:
Prefixo Significado Exemplos
a, ab, abs Afastamento, separação abuso, abstinência,
a, ad Aproximação, movimento para junto advogado, advir,
ante Anterioridade, procedência antessala, anteontem
 

ambi

Duplicidade ambiente, ambiguidade
ben(e), bem excelência de fato ou ação benefício, bendito
bis, bi Repetição, duas vezes bimestral, bisavô
circu(m) Movimento em torno circunscrito, circulação
cis Posição aquém cisplatino, cisandino
co, con, com Companhia, concomitância  cooperativa, condutor
contra Oposição contrapor, contradizer
de Movimento de cima para baixo, separação, negação decair, depor
de(s), di(s) Negação, ação contrária, separação discórdia, discussão
e, es, ex Movimento para fora evasão, exportação
en, em, in Movimento para dentro, passagem para um estado ou forma, revestimento enterrar, embeber
extra Posição exterior, excesso extraordinário, extraviar
i, in, im Sentido contrário, privação, negação impossível, improdutivo
inter, entre Posição intermediária internacional, interplanetário
intra Posição interior intravenoso, intraverbal
intro Movimento para dentro introvertido, introspectivo
justa Posição ao lado Justapor, justalinear
ob, o Posição em frente, oposição ofuscar, ocupar
per Movimento através perplexo, perfurar
pos Posterioridade posterior, pós-graduado
pre Anterioridade prever, prefixo
pro Movimento para frente promover, prosseguir,
re Repetição, reciprocidade rebater, reatar
retro Movimento para trás retrocesso, retroagir
so, sob, sub, su Movimento de baixo para cima, inferioridade retrospectiva,, retrógrado
super, supra, sobre Posição superior, excesso supercílio, supérfluo
soto, sota Posição inferior soto-mestre, sota-voga
trans, tras, tres, tra Movimento para além, movimento através transatlântico,  tradição
ultra: Posição além do limite, excesso ultrarromantismo, ultrassom
vice, vis Em lugar de vice-presidente, visconde

 

Leia, abaixo, as palavras formadas com prefixos de origem grega:

 

Prefixo Significado Exemplos
a, an Afastamento, carência, privação, negação Anônimo, ateu
ana Inversão, repetição, mudança Análise, anacrônico
anfi Em redor, de um e outro, duplicidade Anfiteatro, anfíbio
anti Acão contrária, oposição Antagonista, antítese
arqui, arce Superioridade, primazia, excesso Arcebismo, arquétipo
cata Movimento de cima para baixo  catálogo, catarata
di Duplicidade ditongo, dilema
dia Movimento através de, afastamento diagonal, diafragma
dis Dificuldade, privação disenteria, dispepsia
ec, ex, exo, ecto Movimento para fora êxodo, ectoderma
en, em, e Posição interior, movimento para dentro embrião, elipse
endo Movimento para dentro endocarpo, endosmose
epi Posição superior, movimento para epiderme, epílogo
eu Excelência, perfeição, bondade euforia, eucaristia
hemi Metade, meio hemisfério, hemistíquio,
hiper Posição superior, excesso hipertensão, hipérbole
hipo Posição inferior, escassez hipocrisia, hipótese,
meta Mudança, sucessão metáfora, metacarpo
para Proximidade, semelhança parasita, paradoxo
peri Movimento em torno de periferia, periscópio
pro Posição em frente, anterioridade prognóstico, profeta
pros Adjunção, em adição a prosélito, prosódia
proto início, começo, anterioridade história, protótipo
poli Multiplicidade polissílabo, polissíndeto,
sin, sim Simultaneidade, companhia sinfonia, simpatia
tele Distância, afastamento telepatia, telégrafo

 

Sufixos

Os sufixos pertencem a grande área gramatical intitulada morfologia e são importantes para entendermos o processo de estrutura e formação das palavras. Eles são elementos que aparecem acrescentados a um radical.

A maioria dos sufixos são de origem latina. Eles podem ser verbais ou nominais. Apenas um tipo de sufixo é adverbial: – mente, como, por exemplo: calmamente, gentilmente.

Fique atento: os sufixos verbais formam os verbos; os nominais, os substantivos ou adjetivos.

Principais sufixos

Sufixos verbais

Os sufixos verbais da língua portuguesa formam os verbos. Atente para os exemplos abaixo:

Tipo de verbo Sentido Exemplos
Verbos frequentativos Ações repetidas Bravejar, marejar
Verbos diminutivos Ações menos intensa Bebericar, chuviscar
Verbos causativos Ação causadora Esfriar, esquentar
Verbos incoativos Ação indicadora de mudança de estado Enriquecer, anoitecer

Sufixos nominais

Os sufixos verbais, na língua portuguesa, formam os verbos. Atente para os exemplos abaixo:

Sentido Exemplos
Ação ou resultado de ação Formatura, mordida
Ocupação, profissão, agente Ferreiro, cantor
Qualidade ou estado Bondade, feiura
Lugar Pensionato, papelaria
Qualidade em excesso Narigudo, purulento
Matéria Férreo, pétreo
Diminuição Viela, homenzinho
Aumento Homenzarrão, narigão
Referência Marítimo, campestre, lunar
Origem Latino, burguês
Tendência Louvável, confiável
Coleção, aglomeração Mapoteca, boiada
Estado doentio ou inflamação Febril, gastrite
Ciência ou doutrina Zoologia, medicina
Partidário ou seguidor Republicano, comunista

 

Outros tipos de sufixos

Existem ainda outros tipos de sufixos que indicam abundância, coleção, aglomeração. Observe:

Sufixo Exemplo
– aço ricaço
– ada papelada
– agem folhagem
– al capinzal
– ame gentame
– ario (a) casario
-edo arvoredo
-eria correria
-io mulherio
-ume negrume

 

E ainda sufixos que são formadores de nomes técnicos. Observe os exemplos abaixo:

– ite Bronquite, sinusite
– oma mioma, epitelioma
– ato, eto, ito Sulfato, cloreto
– ína Cafeína, codeína
– ol Fenol, naftol
– ito granito

 

E, por fim, sufixos formadores de palavras religiosas, doutrinárias e políticas.

Ex: “-ismo”- Budismo, Kantismo…

Para finalizar sua revisão de prefixos e sufixos, veja esta videoaula do prof. Noslen

Agora, teste seus conhecimentos resolvendo os exercícios que selecionamos para você:

Questão 01 – (Fac. Santo Agostinho BA/2018)

… a vida se tornasse um texto que não foi relido”.

A partir desse bate-papo inconsequente…”

Os prefixos que integram as palavras destacadas nas frases apresentam, respectivamente, os sentidos de

a) repetição e negação.

b) afirmação e companhia.

c) negação e posição inferior.

d) anterioridade e negação.

Questão 02 – (ESPM SP/2018)

Assinale o item em que o par de prefixos grifados não possua equivalência semântica:

a) hipermercado / supermercado

b) anfíbio / ambiguidade

c) endovenoso / intramuscular

d) diálogo / bienal

e) periferia / circunferência

Questão 3 – (UNISA SP/2009)

Assinale a alternativa em que o sufixo da palavra derivada indica “agente”.

a) nadadora.

b) premiação.

c) acontecimento.

d) execução.

e) competição.

Questão 4 – (UESPI/2008)

O sufixo que aparece na palavra sublinhada em “economia mundial” tem o mesmo sentido do sufixo que aparece em:

a) milharal.

b) cafezal.

c) global.

d) canavial.

e) arrozal.

 

1 Gab: A

2 Gab: D

3 Gab: A

4 Gab: C

Sobre o(a) autor(a):

Os textos e exemplos acima foram preparados pela professora Andressa da Costa Farias para o Blog do Enem. Andressa é formada em Letras Português e Literatura Brasileira pela Universidade Federal de Santa Maria. E atualmente cursa Doutorado em Literatura pela Universidade Federal de Santa Catarina. Colabora eventualmente escrevendo crônicas para o jornal Diário de Santa Maria (RS) das quais posta no blog pessoal: www.andressacf.blogspot.com Facebook: https://www.facebook.com/andressa.dacostafarias