A Questão do Método

Qual é o melhor Método para adquirir conhecimento? Existe um Método perfeito? O que a Filosofia tem a dizer sobre essa questão? Confira aqui o que o Enem cobra a respeito do Método.

Durante nosso processo civilizatório, toda ação humana que buscou conhecer o mundo e obteve sucesso contou com um Método. Chamamos de Método na Filosofia o procedimento racional que a partir de um processo lógico e ordenado consegue produzir algo.

Ora, dentro da Filosofia isso acontece a partir de uma sequência de operações lógicas que busca atingir um resultado. O Método é importantíssimo para a legitimação do resultado atingido.

Essa legitimação ocorre sobretudo em virtude do descarte da subjetividade do indivíduo perante sua pesquisa. Embora seja difícil, quiçá impossível de atingirmos uma imparcialidade total no raciocínio filosófico, principalmente no tocante a Ética e a Política, é muito importante continuarmos buscando essa imparcialidade.

método na filosofia
Figura 1. O Método Científico é um elaborado conjunto de operações lógicas que visa desenvolver uma experiência, tal Método visa produzir novos conceitos, além de corrigir ou aprimorar os conhecimentos já existentes.

O curioso é que existe todo uma galera dedicada ao estudo do Método enquanto forma (ferramenta) de conhecimento do mundo. O que levou a criação de um Método para o estudo do Método!

Uma dica para melhorar sua aula de método na filosofia. Checa só o vídeo para ficar por dentro de como o Método influencia nossas vidas:

Muitos foram os filósofos que escreveram acerca desse tema, dentre os principais destacam-se o filosofo francês René Descartes, defensor do método dedutivo e o inglês Francis Bacon com o famigerado método indutivo. Além deles, também temos o Inglês David Hume e claro, não poderíamos deixar de fora o prussiano Immanuel Kant.

Método na Filosofia

Bom, para que você por dentro dos métodos mais consagrados da Filosofia, vale super a pena acessar nossos conteúdos e dar uma olhada no Racionalismo Cartesiano, no Empirismo de Bacon bem como no Criticismo Kantiano. Alguns desses são uma espécie de Trend Topics da Filosofia, sempre presentes nas discussões filosóficas ao longo da história.

René Descartes método na filosofia
Figura 2. O filosofo francês René Descartes é talvez o nome mais importante nas questões acerca do Método. Descartes escreveu uma obra chamada Discurso do Método na qual discute a necessidade de utilizar a razão como parâmetro metodológico para todas as coisas ao invés dos dogmas vigentes. Bom, ser contra dogmas nessa época obviamente não era algo boa. Em 1663, vários de seus livros foram colocados no Índex de livros proibidos pela igreja.
O Método Dialético

O Método dialético consiste na elaboração de um diálogo que possui diferentes pontos de vista a respeito de um assunto incomum. Tal discurso propõe-se a fundar a verdade por meios de argumentos lógicos.

De maneira simples, você pega uma teoria e uma antítese, isto é, uma outra teoria que corresponde ao oposto da teoria original. Como por exemplo o Flash e seu arqui-inimigo o Flash Reverso. Se você não é um fã da DC, pense no Mufasa (de Rei Leão) e sua antítese o Scar. Ou ainda, no liberalismo e no conservadorismo políticos.

o método dialético
Figura 3. No esquema é possível observar, de maneira bem concreta, como funciona o Método dialético.

Enfim, o resultado do diálogo entre a teoria apresentada e sua antítese provoca uma síntese. Essa resultante vai ser algo que irá além da teoria original bem como de sua antítese. Assim sendo, embora preserve elementos da teoria original e sua antítese, a síntese será uma parada completamente nova. O que por sua vez gera uma nova teoria.

E a gente super utiliza esse Método no dia a dia. Sempre que você troca uma ideia com alguém, seja na escola, em casa, na rua e sei lá onde mais, você acaba criando, mesmo sem querer, um choque de ideias, ou seja, um discurso dialético.

Imagina aí, você com a galera discutindo qual é o melhor time de futebol do país. Cada um tem sua tese a respeito do assunto, depois de algum tempo debatendo algumas ideias surgem, ao chocar essas ideias produziremos a síntese: O melhor time de futebol do Brasil. Tese 1 – Internacional; Tese 2 – Grêmio; Síntese – Palmeiras!

método na filosofia dialética
Figura 4. A Dialética em um sentido bastante genérico, consiste no conflito originado pela contradição entre princípios teóricos ou fenômenos empíricos.
Sócrates e a Maiêutica

Quem era craque nos paranauês da Dialética era Sócrates. O Método que Sócrates empregava para alcançar a verdade era a chamada Maiêutica. Segundo ele, a Maiêutica era um diálogo focado em aflorar o conhecimento nas pessoas de maneira paulatina. Isto é, aos poucos ir se aproximando da verdade por meio de um diálogo lento e gradual.

Esse Método se dava a partir de questões que tinham por finalidade ironizar e refutar conhecimentos dogmáticos. Quero dizer, Sócrates queria acabar com as certezas que a galera tinha a respeito de diversos assuntos. Com isso Sócrates convencia, por meio da ironia, seus interlocutores que eles não sabiam tanto quanto pensavam.

Bom, já deu para entender que o Método socrático não era algo que de cara já desvelava a verdade. Por conta disso, Sócrates é chamado de “parteiro das ideias”. Dizia Platão que a verdade é uma coisa que é “parida”. Desse trabalho de parto emergia um novo conhecimento que era mais próximo da verdade. Assim sendo, a Maiêutica é uma espécie de Dialética com outra roupagem.

dialética socrática
Figura 5. Aquela famosa máxima “Conhece-te a ti mesmo” é oriunda da Grécia e relacionada com a Dialética socrática. O Sócrates pregava que a verdade está dentro de nós, por meio do questionamento das coisas ele conseguia chegar a verdades universais.

Por fim, o Método é uma questão importantíssima para a Filosofia, bem como para a nossa vida, visto que afeta diretamente nossos afazeres cotidianos. Buscando um caminho para chegarmos aos nossos objetivos, acabamos por buscar o Método que nos levará a nosso destino.

Agora é com você! Confira as questões abaixo e teste seus conhecimentos a respeito do Método na Filosofia, preparando-se para o Enem.

1) ENEM (2017)
Uma conversação de tal natureza transforma o ouvinte; o contato de Sócrates paralisa e embaraça; leva a refletir sobre si mesmo, a imprimir à atenção uma direção incomum: os temperamentais, como Alcibíades, sabem que encontrarão junto dele todo o bem de que são capazes, mas fogem porque receiam essa influência poderosa, que os leva a se censurarem. É sobretudo a esses jovens, muitos quase crianças, que ele tenta imprimir sua orientação.

BRÉHIER, E. História da filosofia. São Paulo: Mestre Jou, 1977

O texto evidencia características do modo de vida socrático, que se baseava na

(A) Contemplação da tradição mítica.

(B) Sustentação do método dialético.

(C) Relativização do saber verdadeiro.

(D) Valorização da argumentação retórica.

(E) Investigação dos fundamentos da natureza.

2) UNIMONTES (2011)

Lembremos a figura de Sócrates. Dizem que era um homem feio, mas, quando falava, exercia estranho fascínio. Podemos atribuir a Sócrates duas maneiras de se chegar ao conhecimento.

Essas duas maneiras são denominadas de

(A) Doxa e Ironia.

(B) Ironia e Maiêutica.

(C) Maiêutica e Doxa.

(D) Maiêutica e Episteme.

(E) Maiêutica e Método

3) UNCISAL (2011)
Na Grécia Antiga, o filósofo Sócrates ficou famoso por interpelar os transeuntes e fazer perguntas aos que se achavam conhecedores de determinado assunto. Mas durante o diálogo, Sócrates colocava o interlocutor em situação delicada, levando-o a reconhecer sua própria ignorância. Em virtude de sua atuação, Sócrates acabou sendo condenado à morte sob a acusação de corromper a juventude, desobedecer às leis da cidade e desrespeitar certos valores religiosos.

Considerando essas informações sobre a vida de Sócrates, assim como a forma pela qual seu pensamento foi transmitido, pode-se afirmar que sua filosofia

(A) Transmitia conhecimentos exclusivamente sob a forma escrita entre a população ateniense.

(B) Transmitia conhecimentos de natureza científica

(C) Baseava-se em uma contemplação passiva da realidade.

(D) Ficou consagrada sob a forma de diálogos, posteriormente redigidos pelo filósofo Platão.

(E) Procurava transmitir às pessoas conhecimentos de natureza mitológica.

Gabarito

1.B,2.B,3.D.

Sobre o(a) autor(a):

Os textos e exemplos acima foram preparados pelo professor Ernani Silva para o Blog do Enem. Ernani é formado em Filosofia pela Universidade Estadual Paulista. Ministra aulas de Filosofia em escolas da Grande Florianópolis. Facebook: https://www.facebook.com/ErnaniJrSilva