Movimentos migratórios atuais

Você sabe o que são movimentos migratórios? Vamos aprender mais sobre as migrações atuais e quais fatores são responsáveis pela ocorrência dessas movimentações.

O movimento de migração é caracterizado pela movimentação espacial de determinada população. Esta movimentação geralmente diz respeito ao ato de trocar de estado, região ou país. Migrações nem sempre acontecem por boa vontade da população. Nos últimos anos, os fluxos migratórios vêm se intensificando. Venha comigo nesta aula de Geografia e Atualidades para o Enem revisar os movimentos migratórios atuais!

Movimentos migratórios
Figura 1: Rotas de movimentos migratórios no Mar Mediterrâneo. Fonte: https://bit.ly/2T0Q4az

Os movimentos migratórios podem ocorrer por muitos fatores, variando desde desastres ambientais a problemas econômicos, guerras e perseguições de cunho político. Atualmente, os principais motivos para as migrações mundiais são as guerras e as questões econômicas, tendo em vista os problemas que o sistema capitalista apresenta.

Imigrante ou emigrante?

Imigrante, é aquele que entra em um país para viver, enquanto emigrante é aquele que emigra, que sai de um país para viver em outro. Deste modo, se analisarmos do ponto de vista do país de entrada, o indivíduo que realiza a migração é imigrante, e se analisarmos do ponto de vista do país de saída, o indivíduo é emigrante.

Migração e economia

Os movimentos de migração ligados a questões econômicas costumam acontecer por conta de problemas relacionados à dificuldade de encontrar empregos e de melhoria da qualidade de vida. A migração é mais recorrente por parte da população de países subdesenvolvidos ou emergentes para os países considerados mais desenvolvidos e industrializados.

Entre os países de destino dos imigrantes, destacam-se os Estados Unidos, países da União Europeia, Canadá, Austrália e Japão. Atualmente, os Estados Unidos são o país que apresenta maior número de imigrantes, totalizando aproximadamente 45 milhões de pessoas. No gráfico a seguir é possível analisar a variação da porcentagem de imigrantes em relação à população total dos Estado Unidos do ano de 1850 até 2017.

Figura 2: Gráfico representando a população de imigrantes nos Estados Unidos.

Os movimentos migratórios da atualidade se tornaram um grande problema. Devido às migrações em massa para os países considerados de “primeiro mundo”, os problemas socioeconômicos começaram a se agravar.

Como medida de diminuição dos movimentos migratórios, esses países passaram a adotar medidas de proibição da imigração em seu território. Porém, em vez de melhorar a situação, as medidas causaram ainda mais problemas. Além disso, a proibição é uma medida seletiva e fortalecedora da xenofobia.

Com a proibição das migrações de forma legalizada, iniciou-se o processo de intensificação das migrações ilegais, que passaram a acontecer justamente pela visão preconceituosa daqueles países.

movimentos migratórios

Figura 3: Situação dos imigrantes nos Estados Unidos (2014).

A entrada de profissionais qualificados e com formação acadêmica continuou na legalidade. Enquanto isso, a entrada daqueles que buscam melhores condições de vida para tornarem-se qualificados não era mais bem-vinda e passou a ser encarada como problema social.

A aversão e discriminação à imigrantes é chamada de xenofobia, e em países europeus acontece de forma mais escrachada e violenta por parte da população. Isso acontece principalmente com os imigrantes provenientes do continente africano, com destaque também para a região do Oriente Médio.

Movimentos migratórios da última década

Atualmente, os movimentos migratórios que mais se destacam são justamente as migrações que correm através da rota do Mar Mediterrâneo. Essas migrações acontecem por parte dos povos africanos que vivem em regiões do continente que possuem baixa qualidade de vida e pelos povos da região do Oriente Médio.

Os movimentos migratórios da população do Oriente Médio acontecem como forma de fuga dos conflitos religiosos e territoriais constantes na região – conflitos esses que são comprovadamente patrocinados pelos próprios países de “primeiro mundo”. Como exemplo, temos os Estados Unidos, o maior patrocinador da guerra da Síria.

A Síria, país que possuía população estimada em aproximadamente 20,8 milhões de habitantes, desde 2011 vive em situação de fuga. Mais de metade da sua população fugiu de seus lares por conta dos combates constantes. No ano de 2017, a população da Síria já era estimada em 18,2 milhões.

A Turquia é considerada o país que mais abriga imigrantes refugiados da Síria, totalizando por volta de 3,6 milhões de pessoas. O Líbano e a Jordânia também são países que abrigam a população síria.

movimentos migratórios
Figura 4: Gráfico de representação dos índices de morte de imigrantes nas rotas do mediterrâneo (2014/2015).

 

movimentos migratórios
Figura 5: Principais nações de origem dos imigrantes com destino para a Europa.

O conteúdo relacionado às migrações atuais é importantíssimo para a prova do Enem. Por isso recomendamos as videoaulas a seguir e a resolução dos exercícios para complementar o conteúdo desta aula!

Exercícios

.

Sobre o(a) autor(a):

Este texto foi elaborado pelo geógrafo e professor de Geografia Marcelo de Araújo para o Curso Enem Gratuito. Marcelo é formado em Geografia (licenciatura) pela Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC). Atualmente trabalha como autônomo. https://www.facebook.com/mdearaujo22