Tema da redação Enem – Veja como abordar no Simulado de Português

Teste seus conhecimentos sobre Português com o simulado de tema da redação Enem que preparamos para você! Não deixe de conferir a videoaula e o resumo sobre o assunto. Não tem segredo, para dominar a redação Enem, você precisa treinar! Vamos nessa?

Bem-vindo ao desafio de como mandar bem na Redação do Enem! Veja um resumo sobre como abordar o tema, uma aula gratuita, uma Redação Enem Nota 1000 e depois responda as questões do simulado Enem de Redação.

A estrutura da redação

O Curso Enem Gratuito tem aulas completas para você aprender a montar a estrutura da redação. Veja nos links aulas gratuitas para cada uma das partes essenciais na elaboração a partir do tema da redação:

  1. IntroduçãoCriar o ponto de vista
  2. DesenvolvimentoDefender os argumentos
  3. ConclusãoApresentar uma proposta

Como abordar o tema da redação

O Ministério da Educação publicou o Manual do Participante do Enem, onde explica que a compreensão do tema da redação e a correspondente abordagem vale 200 pontos e que isto é avaliado na competência 2.

Só para você não esquecer: a nota máxima da redação do Enem é de 1000 pontos, divididos em cinco competências, como ilustrado na imagem a seguir:

tema da redação enem

Como elaborar a redação a partir do tema:

Os avaliadores contratados pelo MEC e pelo Inep para fazer a correção das redações do Enem exigem que o candidato compreenda a proposta do tema e que possa aplicar nos argumentos do desenvolvimento conhecimentos de várias áreas para defender seu ponto de vista.

A redação do Enem deve ser elaborada dentro do estilo de texto dissertativo-argumentativo, em prosa. Isto significa que o candidato deve procurar demonstrar a validade da sua tese ou ideia por meio de argumentação.

simulado de tema da redação enem

Não basta a simples exposição de ideias. É preciso ter um ponto de vista sobre a problemática do tema definido na proposta. Confira a seguir as dicas do próprio Ministério da Educação para você mandar bem na redação do Enem:

As 10 recomendações oficiais do MEC e do Inep:

  1. Leia com atenção a proposta da redação e os textos motivadores, para compreender bem o que está sendo solicitado.
    Evite ficar preso às ideias desenvolvidas nos textos motivadores, porque foram apresentadas apenas para despertar uma reflexão sobre o tema.
  2. Não copie trechos dos textos motivadores. Lembre-se de que eles foram apresentados apenas para despertar seus conhecimentos sobre o tema.
  3. A recorrência de cópia é avaliada negativamente e fará com que seu texto tenha uma pontuação mais baixa.
  4. Reflita sobre o tema proposto para definir qual será o foco da discussão, isto é, para decidir como abordá-lo, qual será o ponto de vista adotado e como defendê-lo.
  5. Utilize informações de várias áreas do conhecimento, demonstrando que você está atualizado em relação ao que acontece no mundo.
  6. Essas informações devem ser usadas de modo produtivo no seu texto, evidenciando que elas servem a um propósito muito bem definido: ajudá-lo a validar seu ponto de vista.
  7. As informações devem estar articuladas à discussão desenvolvida em sua redação.
  8. Informações soltas no texto, por mais variadas e interessantes, perdem sua relevância quando não associadas à defesa do ponto de vista desenvolvido em seu texto.
  9. Mantenha-se dentro dos limites do tema proposto, tomando cuidado para não se afastar do seu foco. Esse é um dos principais problemas identificados nas redações.
  10. Nesse caso, duas situações podem ocorrer: fuga total ou tangenciamento ao tema.

Aula gratuita sobre a Redação Enem Nota 1000

Confira com a professora Tharen Teixeira, do canal Curso Enem Gratuito, como elaborar um texto dissertativo-argumentativo dentro das regras do Enem para conseguir a nota máxima.

Depois da aula da professora Tharen veja a Redação Enem Nota 1000 da Nathalia Couri Vieira Marques. O texto dela é tão bom que foi escolhido pelo MEC para fazer parte dos modelos de redação do Inep. Leia e compare com seus rascunhos.

Modelo de Redação Enem Nota 1000

Redação de Nathalia Couri Vieira Marques

Existem, atualmente, diversos conflitos religiosos no mundo, fato que pode ser exemplificado pelas ações do Estado
Islâmico, que utiliza uma visão radical do islamismo sunita.

Nesse contexto, percebe-se que tal realidade de intolerância também ocorre no Brasil, um país com dimensões continentais e grande diversidade religiosa.

Assim, tornam-se progressivamente mais comuns episódios de violência motivados pela religião, o que é contraditório, visto que o Brasil é laico e a Constituição de 1988 garante a liberdade de crença das diferentes manifestações culturais.

Portanto, medidas que alterem essa situação devem ser adotadas. A globalização é um processo que tende à homogeneização, à cultura de massa.

No entanto, ainda existem diversas formas de expressão cultural e artística, assim como de manifestações religiosas. Dessa maneira, surge na população um preconceito latente, que pode evoluir e motivar a prática de atos violentos pelo
indivíduo. Essa situação pode ser considerada reflexo da visão etnocêntrica de parte da sociedade, que considera seus costumes e crenças superiores aos hábitos dos demais.

A educação brasileira, que, na maioria das vezes, é altamente conservadora, agrava a questão. Também é válido ressaltar que o aumento na eleição de políticos conservadores e que assumem uma postura radical na defesa de suas ideologias dificulta a diminuição da intolerância religiosa no Brasil.

A ausência de representantes das minorias religiosas impede a implantação de políticas afirmativas e que garantam, de fato, a potencialização da tolerância e da igualdade na manifestação das diversas crenças. Como, segundo Marilena Chauí, a democracia é baseada na igualdade, liberdade e participação, percebe-se que a não participação de toda a sociedade na política, aliada à frágil liberdade religiosa, dificultam a existência de um regime democrático pleno no Brasil.

Portanto, é necessária a criação de cotas, ação que deve ser feita pelo poder público, que garantam a presença de representantes das diversas expressões religiosas na política, o que permitiria a aprovação de medidas afirmativas que reduziriam a intolerância no Brasil.

Além disso, é válida a implantação de espaços de discussão nas escolas, direcionadas aos pais e alunos, sobre a
diversidade de expressões culturais, o que conscientizaria os futuros cidadãos sobre a legitimidade de cada manifestação religiosa e diminuiria a visão etnocêntrica presente nos indivíduos.

Por fim, deve haver a criação de campanhas nas redes sociais, realizadas pela sociedade civil, que amenizem o preconceito presente na população, o que conduziria a uma sociedade progressivamente mais justa, igualitária e democrática. (Fonte: Manual do Participante do Enem – Inep)

Para finalizar, responda as 10 questões do simulado de tema da redação Enem para mandar bem na prova!

.