Verbos irregulares e anômalos no português

Os verbos irregulares são aqueles que apresentam formas que não obedecem ao paradigma de sua conjugação. Já os anômalos possuem irregularidades em seus radicais.

Ah! As tirinhas… O que seriam as aulas de português sem elas? Então, para começarmos a nossa aula sobre verbos irregulares, leia a tirinha a seguir e divirta-se.

Verbos irregulares - tirinha

O humor da tira foi construído a partir da flexão inadequada do verbo ouvir. Como vários outros na língua portuguesa, esse verbo traz algumas formas que não correspondem ao paradigma das conjugações regulares.

Essa irregularidade costuma trazer dificuldade para os falantes. É muito comum, por exemplo, perceber crianças em fase de aquisição da linguagem utilizando formas verbais como ovo (em vez de “ouço), fazi (em vez de “fiz”), cabeu (em vez de “coube”), etc.

Da mesma forma, usuários da língua em certas variedades não padrão dizem ponhei (em lugar de “pus”).

Em todos os casos, o que se percebe é uma tendência a conjugar todos os verbos como se fossem regulares.

Verbos irregulares e anômalos

Os verbos são classificados de acordo com a maneira como se relacionam aos paradigmas das três conjugações. Vejamos, então, uma lista de verbos irregulares que, por diferentes razões, não seguem os paradigmas regulares.

Em cada um dos verbos apresentados a seguir, serão indicados apenas os tempos em que ocorrem formas irregulares. Portanto, nos demais tempos, as formas são regulares.

Não serão incluídas as formas do imperativo dos verbos irregulares que o admitem, pois elas formam-se, como nos verbos regulares, a partir do presente do indicativo – imperativo afirmativo – e do presente do subjuntivo (imperativo negativo).

Primeira conjugação

Dar

  • Presente do Indicativo: dou, dás, dá, damos, dais, dão.
  • Pretérito perfeito do indicativo: dei, deste, deu, demos, destes, deram.
  • Mais-que-perfeito do indicativo: dera, deras, dera, déramos, déreis, deram.
  • Presente do subjuntivo: dê, dês, dê, demos, deis, deem.
  • Pretérito imperfeito do subjuntivo: desse, desses, desse, déssemos, désseis, dessem.
  • Futuro do subjuntivo: der, deres, der, dermos, derdes, derem.

Passear

  • Presente do indicativo: passeio, passeias, passeia, passeamos, passeais, passeiam.
  • Presente do subjuntivo: passeie, passeies, passeie, passeemos, passeeis, passeiem.

Assim como passear, que ganha um -i- nas formas rizotônicas, conjugam-se outros verbos terminados em -ear da mesma forma. Alguns exemplos são os verbos bloquear, cercear, nomear.

Incendiar

  • Presente do indicativo: incendeio, incendeias, incendeia, incendiamos, incendiais, incendeiam.
  • Presente do subjuntivo: incendeie, incendeies, incendeie, incendiemos, incendieis, incendeiem.

Assim como incendiar (que, por analogia com os verbos terminados em -ear, recebe um -e- nas formas rizotônicas), conjugam-se os verbos irregulares ansiar, mediar, adiar, remediar.

Segunda conjugação

Caber

  • Presente do indicativo: caibo, cabes, cabe, cabemos, cabeis, cabem.
  • Pretérito perfeito do indicativo: coube, coubeste, coube, coubemos, coubestes, couberam.
  • Mais-que-perfeito do indicativo: coubera, couberas, coubera, coubéramos, coubéreis, couberam.
  • Presente do subjuntivo: caiba, caibas, caiba, caibamos, caibais, caibam.
  • Pretérito imperfeito do subjuntivo: coubesse, coubesses, coubesse, coubéssemos, coubésseis, coubessem.
  • Futuro do subjuntivo: couber, couberes, couber, coubermos, couberdes, couberem.

Dizer

  • Presente do indicativo: digo, dizes, diz, dizemos, dizeis, dizem.
  • Pretérito perfeito do indicativo: disse, disseste, disse, dissemos, dissestes, disseram.
  • Mais-que-perfeito do indicativo: dissera, disseras, dissera, disséramos, disséreis, disseram.
  • Futuro do presente: direi, dirás, dirá, diremos, direis, dirão.
  • Futuro do pretérito: diria, dirias, diria, diríamos, diríeis, diriam.
  • Presente do subjuntivo: diga, digas, diga, digamos, digais, digam.
  • Pretérito imperfeito do subjuntivo: dissesse, dissesses, dissesse, disséssemos, dissésseis, dissessem.
  • Futuro do subjuntivo: disser, disseres, disser, dissermos, disserdes, disserem.
  • Particípio: dito.

Assim como dizer, conjugam-se também os verbos bendizer, desdizer, contradizer, maldizer e predizer.

Fazer

  • Presente do indicativo: faço, fazes, faz, fazemos, fazeis, fazem.
  • Pretérito perfeito do indicativo: fiz, fizeste, fez, fizemos, fizestes, fizeram.
  • Mais-que-perfeito do indicativo: fizera, fizeras, fizera, fizéramos, fizéreis, fizeram.
  • Presente do subjetivo: faça, faças, faça, façamos, façais, façam.
  • Pretérito imperfeito do subjuntivo: fizesse, fizesses, fizesse, fizéssemos, fizésseis, fizessem.
  • Futuro do subjuntivo: fizer, fizeres, fizer, fizermos, fizerdes, fizerem.
  • Particípio: feito.

Da mesma forma como fazer, conjugam-se desfazer, perfazer, refazer, satisfazer.

Obter

  • Presente do indicativo: obtenho, obténs, obtém, obtemos, obtendes, obtêm.
  • Pretérito imperfeito do indicativo: obtinha, obtinhas, obtinha, obtínhamos, obtínheis, obtinham.
  • Pretérito perfeito do indicativo: obtive, obtiveste, obteve, obtivemos, obtivestes, obtiveram.
  • Mais-que-perfeito do indicativo: obtivera, obtiveras, obtivera, obtivéramos, obtivéreis, obtiveram.
  • Presente do subjuntivo: obtenha, obtenhas, obtenha, obtenhamos, obtenhais, obtenham.
  • Pretérito imperfeito do subjuntivo: obtivesse, obtivesses, obtivesse, obtivéssemos, obtivésseis, obtivessem.
  • Futuro do subjuntivo: obtiver, obtiveres, obtiver, obtivermos, obtiverdes, obtiverem.

Poder

  • Presente do indicativo: posso, podes, pode, podemos, podeis, podem.
  • Pretérito perfeito do indicativo: pude, pudeste, pôde, pudemos, pudestes, puderam.
  • Mais-que-perfeito do indicativo: pudera, puderas, pudera, pudéramos, pudéreis, puderam.
  • Presente do subjuntivo: possa, possas, possa, possamos, possais, possam.
  • Pretérito imperfeito do subjuntivo: pudesse, pudesses, pudesse, pudéssemos, pudésseis, pudessem.
  • Futuro do subjuntivo: puder, puderes, puder, pudermos, puderdes, puderem.

Pôr (anômalo)

  • Presente do indicativo: ponho, pões, põe, pomos, pondes, põem.
  • Pretérito imperfeito do indicativo: punha, punhas, punha, púnhamos, púnheis, punham.
  • Pretérito perfeito do indicativo: pus, puseste, pôs, pusemos, pusestes, puseram.
  • Mais-que-perfeito do indicativo: pusera, puseras, pusera, puséramos, puséreis, puseram.
  • Presente do subjuntivo: ponha, ponhas, ponha, ponhamos, ponhais, ponham.
  • Pretérito imperfeito do subjuntivo: pusesse, pusesses, pusesse, puséssemos, pusésseis, pusessem.
  • Futuro do subjuntivo: puser, puseres, puser, pusermos, puserdes, puserem.
  • Particípio: posto.

O verbo pôr é o único verbo da língua que traz essa irregularidade no infinitivo, porque é a forma contraída do antigo Infinitivo poer.

Assim como esse verbo, conjugam-se: antepor, apor, contrapor, decompor, depor, descompor, dispor, expor, impor, opor, propor, repor, supor, transpor.

Querer

  • Presente do indicativo: quero, queres, quer, queremos, quereis, querem.
  • Pretérito perfeito do indicativo: quis, quiseste, quis, quisemos, quisestes, quiseram.
  • Mais-que-perfeito do indicativo: quisera, quiseras, quisera, quiséramos, quiséreis, quiseram.
  • Presente do subjuntivo: queira, queiras, queira, queiramos, queirais, queiram.
  • Pretérito imperfeito do subjuntivo: quisesse, quisesses, quisesse, quiséssemos, quisésseis, quisessem.
  • Futuro do subjuntivo: quiser, quiseres, quiser, quisermos, quiserdes, quiserem.

O verbo requerer é derivado de querer, e sobre sua conjugação devemos observar que a forma da 1ª pessoa do singular do presente do indicativo é requeiro.

Além dessa diferença com relação a querer, traz flexão regular no pretérito perfeito e nos tempos que se formam a partir do radical do perfeito (requeri, requereste, etc.; requerera, requereras, etc.; requeresse, requeresses. etc.; requerer, requereres, etc.).

Ver

  • Presente do indicativo: vejo, vês, vê, vemos, vedes, veem.
  • Pretérito perfeito do indicativo: vi, viste, viu, vimos, vistes, viram.
  • Mais-que-perfeito do indicativo: vira, viras, vira, víramos, víreis, viram.
  • Presente do subjuntivo: veja, vejas, veja, vejamos, vejais, vejam.
  • Pretérito imperfeito do subjuntivo: visse, visses, visse, víssemos, vísseis, vissem.
  • Futuro do subjuntivo: vir, vires, vir, virmos, virdes, virem.
  • Particípio: visto.

Assim como ver, conjugam-se antever, entrever, prever e rever.

Terceira conjugação

Servir

  • Presente do indicativo: sirvo, serves, serve, servimos, servis, servem.
  • Presente do subjuntivo: sirva, sirvas, sirva, sirvamos, sirvais, sirvam.

Assim como servir, conjugam-se: aderir, advertir, aferir, compelir, competir, conferir, convergir, deferir, desferir, despir, digerir, discernir, divergir, ferir, inferir, ingerir, inserir, mentir, preferir, referir, refletir, repelir, repetir, seguir, sentir, sugerir, vestir.

Pedir

  • Presente do indicativo: peço, pedes, pede, pedimos, pedis, pedem.
  • Presente do subjuntivo: peça, peças, peça, peçamos, peçais, peçam.

Assim como pedir, conjugam-se: medir e, ainda que não sejam derivados de pedir, despedir, expedir, impedir, desimpedir, reexpedir.

Ir (anômalo)

  • Presente do indicativo: vou, vais, vai, vamos, ides, vão.
  • Pretérito imperfeito do indicativo: ia, ias, ia, íamos, ieis, iam.
  • Pretérito perfeito do indicativo: fui, foste, foi, fomos, fostes, foram.
  • Mais-que-perfeito do indicativo: fora, foras, fora, fôramos, fôreis, foram.
  • Futuro do presente: irei, irás, irá, iremos, ireis, irão.
  • Futuro do pretérito: iria, irias, iria, iríamos, iríeis, iriam.
  • Presente do subjuntivo: vá, vás, vá, vamos, vades, vão.
  • Pretérito imperfeito do subjuntivo: fosse, fosses, fosse, fôssemos, fôsseis, fossem.
  • Futuro do subjuntivo: for, fores, for, formos, fordes, forem.

Vir (anômalo)

  • Presente do indicativo: venho, vens, vem, vimos, vindes, vêm.
  • Pretérito imperfeito do indicativo: vinha, vinhas, vinha, vínhamos, vínheis, vinham.
  • Pretérito perfeito do indicativo: vim, vieste, veio, viemos, viestes, vieram.
  • Mais-que-perfeito do indicativo: viera, vieras, viera, viéramos, viéreis, vieram.
  • Futuro do presente: virei, virás, virá, viremos, vireis, virão.
  • Futuro do pretérito: viria, virias, viria, viríamos, viríeis, viriam.
  • Presente do subjuntivo: venha, venhas, venha, venhamos, venhais, venham.
  • Pretérito imperfeito do subjuntivo: viesse, viesses, viesse, viéssemos, viésseis, viessem.
  • Futuro do subjuntivo: vier, vieres, vier, viermos, vierdes, vierem.
  • Particípio: visto.

Assim como vir, conjugam-se advir, avir, convir, desavir, intervir, provir e sobrevir.

Prontinho! Não há motivo para errar mais em verbos irregulares e anômalos. Agora, é hora do simulado e de assistir uma videoaula sobre o assunto:

Exercícios sobre verbos irregulares

1- (UniRV GO)    

Analisando a conjugação verbal, (V) verdadeiro ou (F) falso para aquelas alternativas que apresentam, respectivamente, verbos da primeira segunda e terceira conjugação.

a) Amar, descrever, divertir.

b) Trabalhar estudar, conservar.

c) Averiguar, conhecer, desiludir.

d) Partir, obedecer, querer.

2- (FGV)    

Leia a seguinte frase:

O que os olhos não virem o seu coração não vai sentir.

Considere as seguintes afirmações sobre essa frase, utilizada em uma propaganda de software para empresas:

I. Contém um erro de conjugação verbal, no uso de “virem” em lugar de “verem”.

II. Expressa ideia de futuro por meio da locução “vai sentir”, que equivale a “sentirá”.

III. Resulta de uma reelaboração de um conhecido provérbio popular.

Está correto apenas o que se afirma em

a) III.

b) I e II.

c) I.

d) II.

e) II e III.

3- (UniRV GO)    

Analisando a conjugação verbal, V verdadeiro ou F falso para aquelas alternativas que apresentam respectivamente verbos da primeira segunda e terceira conjugação.

a) Amar, descrever, divertir.

b) Trabalhar estudar, conservar.

c) Averiguar, conhecer, desiludir.

d) Partir, obedecer, querer.

Gabarito:

  1. VFVF
  2. E
  3. VFVF

Sobre o(a) autor(a):

Anderson Rodrigo da Silva é professor formado em Letras Português pela UNIVALI de Itajaí. Leciona na rede particular de ensino da Grande Florianópolis.