Conteúdos que mais caem em Literatura no Enem

Descubra quais os temas de Literatura que mais caem nas provas do Enem e veja resumos de conteúdos como intertextualidade, metalinguagem, Machado de Assis e Modernismo!

Conciliar os estudos das matérias e a leitura dos livros obrigatórios dos vestibulares costuma ser um terror para os alunos. É por isso que muitas vezes a Literatura acaba sendo deixada de lado. Mas no Enem a história é um pouco diferente: não existem obras obrigatórias, o que torna o estudo mais amplo e a prova mais diversa. Acompanhe nosso post para conhecer o que mais cai em Literatura no Enem!

Primeiro, é preciso ter em mente que algumas questões de Literatura no Enem envolvem interdisciplinaridade. Elas podem envolver temas de Literatura com Português, Literatura com Geografia, Literatura com Artes, etc. Por isso, esteja preparado para uma leitura bem atenta e não deixe nenhuma matéria de lado nos seus estudos para o Enem.

O que mais cai em Literatura no Enem

Abaixo você encontra os 10 conteúdos de Literatura que mais caem no Enem. Todos esses temas são abordados no nosso Aulão da Salvação que ocorre nas semanas anteriores ao Enem. Faça sua inscrição para receber todos os e-books e ter acesso às videoaulas!

Publicidade
  1. Intertextualidade e Metalinguagem;
  2. Machado de Assis;
  3. Carlos Drummond de Andrade;
  4. Pré-Modernismo;
  5. Vanguardas Europeias;
  6. Semana de 22;
  7. Modernismo – 1ª Fase;
  8. Modernismo – Poetas de 30 e romance de 45;
  9. Canção Popular;
  10. Concretismo e poesia contemporânea.

Em seguida você confere resumos sobre cada conteúdo de Literatura que mais cai no Enem.

Intertextualidade e metalinguagem

Para começar a nossa lista do que mais cai em Literatura no Enem, vamos logo com dois assuntos que são clássicos nas provas. A intertextualidade nada mais é do que a criação de um texto a partir de outro. Já a metalinguagem ocorre sempre que determinada linguagem falar dela mesma. Para entender melhor, confira nossas aulas:

Aproveite para assistir à aula da professora Camila sobre intertextualidade:

Machado de Assis

Um dos autores mais conhecidos e mais estudados do nosso país também é um dos queridinhos do Enem. O escritor foi um grande crítico de sua época e trazia em suas obras temas como a escravidão, adultério, homossexualidade, religião, ceticismo, entre outros.

Machado de Assis foi precursor do Realismo no Brasil, mas também publicou algumas obras consideradas românticas. Ficou a fim de estudá-lo? Então confira as aulas que podem te ajudar:

No nosso canal tem vários vídeos sobre Machado de Assis e suas obras. Confira a primeira delas:

Carlos Drummond de Andrade

Carlos Drummond de Andrade é um dos maiores poetas da língua portuguesa e por isso mesmo aparece todo ano no Enem! Drummond escrevia sobre diversos temas, como o amor, as relações humanas, aspectos de sua vida, de sua infância em Minas Gerais, bem como questões sociais de seu tempo. Confira nossa aula e videoaula para não ficar com dúvidas no Enem!

Pré-Modernismo

Apesar de não ser uma escola literária propriamente dita, os autores e características do Pré-Modernismo caíram várias vezes nas últimas edições do Enem. Nossa dica é priorizar os estudos sobre Lima Barreto.

Para saber mais sobre o Pré-Modernismo, assista à videoaula da professora Camila:

Vanguardas Europeias

Antecessoras da Semana de Arte Moderna, as Vanguardas Europeias foram alicerces para a construção da arte do século XX. Os artistas das diferentes correntes foram revolucionários e abriram portas não somente na literatura, mas também nas artes visuais. Sendo assim, acabam aparecendo de maneira recorrente no Enem com imagens e textos.

Saiba mais sobre as Vanguardas Europeias com a videoaula no nosso canal:

Semana de 1922 e a Primeira Fase do Modernismo

Em 1922, ocorreu a Semana de Arte Moderna em São Paulo, um dos momentos mais importantes da literatura brasileira. O principal objetivo do evento era promover a cultura e arte locais, reunindo artistas da música, artes e literatura.

A Semana de 22 também foi o marco para o início do Modernismo brasileiro. Os artistas da 1ª Fase do Modernismo estavam preocupados em romper com as regras do passado e produzir uma arte que fosse mais condizente com a realidade nacional. Saiba mais com nossas aulas:

Confira a aula do nosso canal sobre a Semana de 1922:

Escritores das geração de 1930 e 1945

O Modernismo é a escola literária que mais cai no Enem. Por isso, também é importante estudar a Segunda e a Terceira Geração. A Segunda Geração teve início em 1930 e foi marcada pela consolidação dos ideais do movimento modernista apresentados na Semana de Arte Moderna 1922. Na poesia, destacaram-se Carlos Drummond de Andrade, Cecília Meireles e Vinicius de Moraes.

Confira nossa videoaula sobre a Segunda Geração do Modernismo:

A Terceira Geração Modernista  inicia-se após o término do Estado Novo de Getúlio Vargas, em 1945, e se desenvolve ate meados da década de 1950, quando as denominadas “tendências literárias contemporâneas” começam a aparecer. Alguns dos principais autores dessa época são Clarice Lispector, Lygia Fagundes Telles, João Cabral de Melo Neto e Guimarães Rosa.

Confira a videoaula da professora Camila sobre Clarice Lispector, uma das autoras que mais caem no Enem:

Canção popular

Não é só de livros que vivem as questões de Literatura do Enem! Letras de músicas também estão sempre aparecendo pelas provas. Alguns dos estilos musicais que já caíram foram o samba, a bossa nova e o rock’n roll. Para se preparar sobre o tema, confira nossa aula e o vídeo da professora Camila:

Concretismo e poesia contemporânea

Por fim, o último assunto da lista do que mais cai em Literatura no Enem é o Concretismo e a poesia contemporânea. O Concretismo tinha a proposta de utilizar a linguagem verbo-visual (mistura da linguagem verbal com a não-verbal). Seus principais representantes foram os irmãos Haroldo e Humberto de Campos, e Décio Pignatari.

Concretismo - o que mais cai no Enem
Exemplo de poesia concreta

A poesia marginal que se desenvolveu a partir da década de 1970 também é bastante cobrada pelo Enem. A literatura enquadrada nesse grupo tem esse nome porque estava à margem da literatura que era publicada na época. Esses autores e autoras não tinham espaço no mercado editorial e, por conta disso, eram os responsáveis pela confecção e distribuição das próprias obras.

Para finalizar, confira no post do nosso Instagram quais são os autores que mais caem no Enem:

Com essa lista do que mais caem em Literatura no Enem, você poderá conquistar um bom desempenho na prova de Linguagens. Mas, não se esqueça: é impossível prever os conteúdos que irão cair, então é necessário ir além dessa lista.

Bons estudos!

Sobre o(a) autor(a):

João Vianney é diretor do Blog do Enem. Tem doutorado em Ciências Humanas, coordenou o Laboratório de Ensino a Distância da UFSC, e Dirigiu o Campus Unisul Virtual. É consultor de EaD da Hoper Educação.

Compartilhe: