Como chutar no Enem: veja as técnicas para acertar mais questões

Na dúvida entre uma alternativa e outra, como chutar no Enem? Existe uma letra melhor para apostar suas chances? Veja abaixo as melhores técnicas para chutar na prova e acertar mais questões!

Seja porque o tempo de prova no Enem é apertado, seja porque você não sabe todas as respostas, é provável que você precise chutar algumas questões no Enem. Por isso, é importante se preparar para essa possibilidade e aprender como chutar no Enem com técnicas para aumentar suas chances de acertar mais questões da prova.

Existe uma letra melhor para chutar?

Suponha que você tenha um dado (não viciado, claro). Qual a probabilidade de, ao jogá-lo, cair o número 6? Como o lado tem seis lados, a probabilidade de cair em um dos lados é de 1/6 (um sexto), certo?

Agora, vamos supor que você tenha jogado esse dado cinco vezes seguidas e nas cinco vezes caiu o número 6. Você vai jogar novamente e agora, pergunto: qual a probabilidade de cair o número 6? Ela diminuiu? Aumentou? Ou continua 1/6?

Ela continua 1/6!

Por que essa história toda?

Muitos estudantes carregam a ideia de que, na hora de completar um gabarito, devem chutar nas letras que menos marcaram. O raciocínio seria o seguinte: “respondi bastante A, bastante C, bastante D… mas pouco B, então vou chutar na letra B”. Você provavelmente já passou por isso, certo?

No entanto, como acabamos de ver, não é porque o dado não caiu nenhuma vez no número 2 que a probabilidade de cair nesse número aumenta – ela continua sendo 1/6, assim como a probabilidade de cair no número 6 após ter caído várias vezes nesse número. Da mesma forma, não é porque você não marcou nenhuma vez a letra B que a probabilidade de chutar nela é mais garantida.

É difícil, mas precisamos aceitar que essa técnica de chute é 100% aleatória e não otimiza de forma alguma suas chances de acertar mais questões.

Dicas práticas para chutar no Enem

Vamos conhecer, então, técnicas para chutar no Enem com mais segurança e aumentar sua chance de acertar mais questões na prova.

Assista ao vídeo abaixo sobre como chutar no Enem para conhecer as nossas dicas, ou, se preferir, continue lendo o post!

Técnica da Moda ou Medida de Tendência Central

Digamos que tenha uma questão no Enem que diga “blablabla, calcule X e Y”, com as seguintes alternativas:

  • a) X = 30 e Y = 20
  • b) X = 30 e Y = 10
  • c) X = 25 e Y = 20
  • d) X = 10 e Y = 15
  • e) X = 30 e Y = 5

Repare que a resposta “X = 30” aparece 3 vezes (é uma moda) e “Y = 20” aparece duas (é uma moda). Logo, chutar na alternativa que junta ambas as respostas (no caso, a alternativa “a”) aumenta sua probabilidade de acerto.

É garantido? Não, mas já dá um pouquinho de segurança.

Never say never: nunca diga nunca!

Mesmo que você não saiba com profundidade a matéria que está sendo pedida em uma determinada questão, vale a pena dar uma olhada nas alternativas na hora de chutar.

Se uma alternativa traz as palavras “nunca”, “sempre”, “somente” ou sinônimos disso, então a probabilidade de ela ser verdadeira diminui, pois generalizações são muito incomuns em qualquer parâmetro de comparação (qualquer matéria escolar também por consequência).

Assim, identificando essas palavras você já pode riscar as alternativas e escolher entre as restantes para chutar, aumentando suas chances de acertar!

Esse tipo de pegadinha não é muito frequente no Enem, mas é bom ficar de olho e aplicar essa técnica para outras provas de vestibular também.

Compreenda o estilo do Enem

O Enem também é ferramenta de educação para o povo brasileiro. Como os enunciados são grandes e as questões são interdisciplinares, muitas pessoas saem do exame com o pensamento: “nossa, como aprendi nessa prova”. Podemos até dizer que o Enem chega a ser moralista, ou seja, ele tenta passar lições de moral aos estudantes defendendo valores universais.

Deste modo, caso você precise chutar alguma questão, busque identificar alternativas que defendam algum valor: o meio ambiente, a igualdade de gênero, a igualdade ou os os direitos humanos como um todo.

 

Compartilhe: